O Rio Branco

Hoje é 22 de Junho de 2017

Policial

Polícia Civil prende suspeitos de homicídios em Rio Branco

10 de Janeiro de 2017 às 10:08:50

A Polícia Civil por intermédio da Delegacia Especializada em Homicídios e Proteção à Pessoa  (DEHPP),  apresentou na manhã desta terça-feira  (10), a prisão de três suspeitos por crimes de homicídio ocorridos em Rio Branco, sendo um deles em dezembro de 2016 e o outro na primeira semana deste ano, 2017.

Uedson Silva Machado, de 23 anos, segundo a polícia é suspeito de ter matado, na companhia de mais três pessoas, uma delas, um adolescente de 17 anos, a vítima, Jhonnatan dos Santos França. Crime ocorrido no dia 09 de dezembro do ano passado, nas proximidades de um campo de futebol localizado no bairro Custódio Freire.

A vítima seria integrante da facção criminosa Comando Vermelho e foi morta a golpes de pauladas, chutes e pontapés. Neste caso, além de Uedson a polícia também prendeu o menor de 17 anos suspeito de ter participado do crime. O quarto elemento continua foragido.

Na mesma semana, cerca de três dias depois, o irmão de Jhonathan, reconhecido pela polícia apenas como Jairleson, também integrante da mesma facção criminosa do irmão, morreu em confronto com a polícia no bairro Oscar Passos, quando realizava um encontro com comparsas para planejar a vingança da morte de Jhonatan.

Outro que a polícia prendeu, já na manhã desta terça-feira (10) foi Wirly Monteiro de Lima, de 25 anos, mais conhecido na Baixada da Sobral como “Ratinho”. Este é suspeito de ter matado a tiros na primeira semana deste ano, José Augusto do Nascimento no bairro Ayrton Sena.

De acordo com o delegado responsável pela prisão, Roberth Alencar, Ratinho já tinha uma rixa com a vítima e aproveitou que havia recebido ordem de sua facção criminosa para matá-lo para concretizar o crime.

“Foi um crime que em dois dias conseguimos solucionar e efetuar a prisão com o apoio da Polícia Militar que vem  com a gente, trabalhando no intuito de dar uma resposta a esses crimes que vem ocorrendo. Wirly estava considerado evadido do sistema prisional e está sendo investigado pela prática de mais dois outros homicídios”, disse o delegado.




Compartilhar