Em uma semana, Polícia Civil prende sete e apreende mais de 40kg de drogas

Investigadores da Delegacia de Combate ao Narcotráfico (DENARC), da Polícia Civil realizaram um intenso trabalho de investigação que resultou na prisão de sete pessoas ligadas ao tráfico internacional de drogas e apreendeu mais de 40 quilos de material entorpecente, entre maconha, cocaína e skunk (maconha geneticamente modificada).

A ação da Polícia Judiciária culminou em um prejuízo financeira de mais de R$ 500 mil aos traficantes e desbaratou uma quadrilha que estava usando o Acre como rota para o tráfico internacional de drogas que tinha como destino final as regiões Sudeste e Nordeste.
Na ultima terça-feira, 7 de janeiro, os investigadores da DENARC interceptaram um veículo nas proximidades do Horto Florestal de Rio Branco, durante a abordagem foi encontrado no automóvel mais de 5kg de maconha prensada, balança de precisão e uma prensa hidráulica. Na ocasião três pessoas foram presas.
Em ação continuada de investigação os agentes de polícia seguiram para a cidade de Capixaba (distante cerca de 70km da capital, Rio Branco) onde, já na madrugada desta quarta-feira, 8, realizaram a prisão de mais duas pessoas que transportavam, em um veículo modelo Voyagem, cerca de 25kg de skunk, uma espécie de maconha geneticamente modificada.

O que chama a atenção neste caso é que um dos presos havia conseguido fugir de um cerco policial no ultimo dia 2 de janeiro, ocasião em que duas pessoas foram presas e apreendidos 10kg de cloridrato de cocaína ( cocaína de alto grau de pureza).

Nesse caso, os investigadores de posse de informações realizaram uma barreira no trevo de Senador Guiomard objetivando interceptar uma camionete modelo Hilux de cor branca que vinha da fronteira do Acre com a Bolívia e que trazia material entorpecente. No momento da abordagem o motorista da camionete tentou atropelar os policiais civis que reagiram atirando nos pneus do veículo.

O motorista conseguiu fugir do cerco policial deixando para trás o comparsa, um homem de 40 anos, a camionete e o entorpecente. Na ação, o proprietário da droga foi preso em um hotel na região central de Rio Branco. O motorista, mesmo escapando do cerco policial, foi identificado e passou a ser monitorado pelos policiais.
Na abordagem na cidade de Capixaba, o mesmo homem que desta vez pilotava o veículo Voyage tentou, novamente, furar a barreira policial, mas acabou batendo o veículo e foi preso. O homem que estava em sua companhia também foi capturado.

O Delegado Geral da Polícia Civil do Acre, José Henrique Maciel Ferreira destacou a atuação dos agentes da DENARC e a integração na troca de informações que tem resultado na elucidação de crimes e na prisões de pessoas em conflito com a Lei.

“Temos na DENARC uma equipe muito comprometida com o combate ao tráfico de drogas, uma equipe atuante e que tem alcançado grandes resultados na apreensão de drogas e na prisão de envolvidos com essa prática criminosa. A integração das forças, principalmente na troca de informações tem garantido ainda mais efetividade nessa ações. A Polícia Civil não está inerte e vai alcançar resultados ainda mais satisfatórios”, garantiu Henrique Ferreira.   

 

 

ASSESSORIA


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.