O Rio Branco

Hoje é 23 de Outubro de 2018

Policial

Familiares de jovens desaparecidas prometem fazer buscas por conta na região do Taquari

08 de Agosto de 2018 às 10:27:07

Lília Camargo

Familiares das jovens desaparecidas, Isabelle Lima da Silva, de 13 anos e Amanda Gomes, de 14 anos, compareceram na manhã desta quarta-feira (08), na Delegacia de Investigações Criminais (DIC), para exigir da polícia providências  quanto ao início das buscas pelas menores, já que estão desaparecidas desde domingo (05). O outro jovem que também estava desaparecido e estavam com elas, foi encontrado morto dentro de um poço no bairro onde morava, Taquari.

De acordo com os familiares, caso a polícia demore a dar uma resposta rápida, eles pretendem fazer buscas na região onde encontram o jovem assassinado por conta própria.

"O pessoal lá fala que tem urubu sobrevoando a área de mata no lugar onde acharam o Vitor Hugo, já tiraram ele de lá entao não tem porque os bichos continuarem, eu espero que encontremos elas vivas por aí, mas, nós também não vamos ficar parados, pretendemos fazer buscas por lá, mas, queríamos ao menos o apoio  da polícia, lá é perigoso nos temos medo", disse um familiar de Amanda Gomes.

"Nos viemos qui na delegacia, porque até agora não tivemos resposta da polícia e viemos pedir providências. Estamos desesperados não sabemos mais o que fazer. Isabele nunca fez isso, nunca saiu de casa sozinha foi  a primeira vez, era uma menina tranquila não sei nem o que pensar, pensar no que possa ter acontecido", disse a prima Ana Mara. 

O delegado da Homicídios, Remulo Diniz, informou que somente na manhã desta quarta-feira, após a procura dos familiares, é que a demanda chegou pra ele. O Boletim de Ocorrências havia sido registrado na segunda regional de Polícia Civil.

"Essa demanda chegou pra gente não tem meia hora, assim que recebi a queixa já solicitei que buscassem testemunhas e amigos que estiveram com as vítimas por último para serem ouvidos, além dos familiares que já estão aqui e vou escutá-los pra ter uma base de por onde começar, a partir daí vamos iniciar as diligências de buscas e esperamos dar uma resposta o mais rápido possivel", disse o delegado.




Compartilhar