Após quatro meses, polícia descobre verdadeiro suspeito de matar agricultor em Mâncio Lima

Uma reviravolta aconteceu na investigação policial da morte do agricultor Antônio Brito Ferreira, de 47 anos, morto há quatro meses em Mâncio Lima (AC). O homem teve a cabeça separada do corpo com um golpe de terçado. Dois enteados da vítima, menores de idade, assumiram o crime. Nesta semana, surge uma nova versão para o caso. Os irmão confessaram que o padrasto foi morto pelo irmão mais velho, Giovane Sabino Nel.

Os suspeitos disseram, inicialmente, que agiram em legítima defesa. Eles contaram que efetuaram dois golpes de terçado, sendo que o primeiro atingiu o braço, e o segundo o pescoço.  Após Giovane ser preso por roubo e ameaça aos familiares, os irmãos menores assumiram para o delegado que o autor do crime era o mais velho.

Giovane confessou ser o autor do assassinato. De acordo com o delegado de polícia civil, Vinícius Almeida, a polícia já desconfiava que o mais velho fosse o autor do crime, porém não havia provas o suficiente para o incriminar.

“Quando eles se entregaram na delegacia, a história estava muito mal contada, como não tinha testemunha, nem nenhuma outra versão do fatos acabou ficando por aquilo, mas a polícia não encerrou as investigações, e as suspeitas apontavam para o maior de idade, tanto na perícia médica legal, como na versão apresentada por eles”, relatou.

Juruá Online