Segurança volta a fazer intervenções em presídios do Acre

Como parte das ações de segurança pública foi deflagrada na manhã desta sexta-feira (09), a primeira intervenção em presídios do Acre, com com o fim de prevenir, desarticular e combater o crime organizado. Nesta primeira fase da operação, foram apreendidos celulares, estoques, bebidas alcoólicas e uma quantidade de droga resultantes das revistas.

Segundo o diretor presidente do Instituto de Administração Penitenciária(Iapen) Lucas Bolzoni, na capital, o alvo da operação foi o pavilhão "A". Local onde estão alojados os integrantes de uma organização criminosa com maior periculosidade dentro do Francisco de Oliveira Conde (Foc). Atualmente neste pavilhão há cerca de 700 presos quando o ideal seria no máximo 190 detentos.

A ação se deu nos presídios Francisco de Oliveira Conde (Foc), na capital, Manoel Nery em Cruzeiro do Sul e o presídio do Quinari, em Senador Guiomard.

"É uma ação do sistema integrado de segurança pública com o objetivo de resgatar a sensação de segurança evitando que presos tenham qualquer tipo de contato com o meio externo provocando crimes ou tentando até mesmo fugir do sistema penitenciário. Esta operação considero êxitos a já que apreendemos celulares e objetos ilícitos na unidade aqui da capital", esclareceu o diretor.

Participaram da revista policiais militares, civis para cumprimento de mandado, bombeiros, Canil do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e os próprios agentes penitenciários. A segunda fase da operação deverá acontecer na próxima semana com revistas em outros presídios no interior do estado.

 

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Segurança