Garçom é assassinado por cliente em Paris depois de 'demorar muito' para preparar lanche

Um assassinato incomum surpreendeu e chocou a região metropolitana de Paris, na França.

Nesta sexta-feira, nos arredores da capital francesa, um garçom de 28 anos morreu após ser baleado por um cliente insatisfeito.

Segundo a agência de notícias AFP, o agressor abriu fogo contra o rapaz porque o sanduíche que ele havia pedido não ficou pronto com a rapidez esperada.

A polícia local informou que uma investigação foi iniciada para apurar o assassinato do garçom, que trabalhava no subúrbio de Noisy-le-Grand, cidade de cerca de 60 mil habitantes, no leste de Paris.

O suspeito fugiu do local e ainda não foi preso.

'UM RESTAURANTE TRANQUILO'

Equipes de socorristas tentaram salvar o jovem garçom, mas ele morreu no local —o tiro atingiu seu ombro.

Seus colegas disseram à polícia que o agressor havia perdido a calma na loja de sanduíches e pizzas Mistral. Ele ficou nervoso com a demora para seu prato chegar.

O assassinato surpreendeu os moradores e comerciantes locais.

"É triste", disse uma mulher de 29 anos à mídia francesa. "É um restaurante tranquilo, sem problemas. Acabou de abrir há alguns meses."

No entanto, alguns moradores disseram que nos últimos meses houve um aumento de crimes na região, principalmente delitos relacionados ao tráfico de drogas.

 

Folha de São Paulo


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.