Família brasileira sofre ataque a tiros na França

Um casal de brasileiros foi vítima de um atentado a tiros em Toulon, na França, na última quinta-feira (13). A jornalista Cristiane Tavares, de 36 anos, foi baleada nas costas e o marido dela, André Modenezi, de 39 anos, no abdômen. O filho do casal, de 4 anos, presenciou o ataque, mas não teve ferimentos. As informações são do G1.

Segundo Cristiane, os disparos foram feitos por um vizinho. O suspeito foi preso no mesmo dia do ataque, dentro do imóvel onde morava. Ela se recupera bem. Já o marido está na UTI de um hospital da cidade. André deve passar por uma terceira cirurgia nesta segunda-feira (17). Ele está em coma induzido e estado de saúde estável.

Por meio de nota, o Itamaraty informou que as autoridades consulares do Brasil na França estão cientes do ocorrido e acompanham o caso junto com as autoridades francesas. O Itamaraty ressaltou que não pode informar mais detalhes, em respeito à legislação vigente sobre privacidade individual.

Ainda de acordo com o G1, Cristiane e André moram em Toulon há cerca de cinco meses. A mudança foi em setembro do ano passado. O casal era de Vitória da Conquista, na Bahia, e foi para a França estudar. Cristiane faz mestrado em comunicação.

 

 

IstoÉ


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.