Zoneamento econômico apontará áreas estratégicas para o agronegócio no Acre

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SEMA) realiza nesta quarta-feira, 5 de junho, Dia do Meio Ambiente, o Painel Alto Nível do Zoneamento Ecológico-Econômico – ZEE/AC. Especialistas renomados no assunto vão discutir com gestores e beneficiários os resultados da fase III do ZEE do Estado do Acre e apontar estratégias para o desenvolvimento do agronegócio de baixas emissões.

A programação inicia às 8h, na Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Acre (FAEAC). O ZEE é o instrumento que direciona as políticas de desenvolvimento do Estado do Acre, indicando suas potencialidades no campo social, ambiental e econômico.

Os painéis abordam os temas: ‘O estado da arte do ZEE–Acre, Fase III’ (Átila Magalhães/Sema), “o Programa ZEE-Brasil e a gestão territorial na Amazônia” (Salomar Mafaldo/DZT/MMA), “o Mapa de Gestão e os subsídios para implementação no Estado do Acre” (Eraldo Matricardi/UnB), “o Zoneamento Agrícola e de Riscos Climáticos” (Falbernir Souza Costal/Embrapa-AC), “Serviços Ecossistêmicos e o ZEE na Amazônia” (José Salatiel/UFSC) e “ Zoneamento Edafoclimático” (Eufran Amaral/Embrapa-Acre).

No período da tarde, a partir das 14h, será apresentado o painel “As lições aprendidas de 30 anos de ZEE no Brasil” (Claudio Szlafztein/GIZ). A dinâmica em grupo – Café Mundial, prevê a construção de cenários a partir das seguintes temáticas: florestas em pé, cadeias produtivas e negócios de baixo carbono; vazios cartográficos e destinação fundiária; centro integrado e o Sistema de Gestão Territorial (Observatório do ZEE).

A Divisão de Políticas Ambientais e Gestão Territorial da SEMA é responsável pela organização do evento, que contará com a nomeação da Comissão Estadual de Zoneamento Ecológico-Econômico (CEZEE), responsável pela revisão, aprovação dos produtos temáticos e ratificação do novo documento do ZEE–Acre, além da assinatura de Termo de Cooperação Técnica (TCT) entre o Ministério Público Estadual (MPE) e o Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM) para monitoramento da implementação dos planos de prevenção e controle de desmatamento, queimadas e incêndios florestais nos municípios.

De acordo com o secretário de Estado de Meio Ambiente, Israel Milani, a participação de renomadas instituições e da sociedade é fundamental no processo de discussão da nova fase do ZEE. “É uma estratégia de gestão participativa, por meio do compartilhamento de conhecimento e descentralização da tomada de decisões sobre o uso do território do Acre”, disse.

 

Agência


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.