Cadeirante de 75 anos testa positivo em Cobija e fronteira volta a registrar mortes por Covid-19

Por Wanglézio Braga

A capital de Pando (Bolívia) Cobija, registrou mais um caso de Covid-19. A cidade estava há quase 38 dias sem registrar nenhum novo caso positivo, mas o jejum foi quebrado ainda nessa semana quando um rapaz de 33 anos aferiu que estava infectado pelo sistema de contágio comunitário. Hoje (29) o governo de Pando anunciou que uma senhora de 75 anos de idade testou positivo para a doença. Até o momento, Pando registrou 14 casos positivos, 11 curados e uma morte.

O diretor da Secretaria de Saúde daquele departamento, Kuniaki Murakami informou durante coletiva à imprensa que a senhora chegou em um voo procedente de La Paz, mas se encontrava isolada em seu domicilio, ela é cadeirante e cumpriu à risca as sugestões das autoridades.

Kuki também lembrou que o paciente o último paciente a testar positivo não passou a doença para médicos e enfermeiras do hospital. Todos deram negativo para a doença. O caso tornou-se preocupação na cidade após esse mesmo paciente ter contato físico/social por pelo menos 40 pessoas da unidade hospitalar.

MORTES NA VIZINHA BRASILEIA

Cobija faz fronteira com dois outros municípios, Brasileia e Epitaciolândia, no Acre. Enquanto a “perla del Acre”, registrava apenas mais um caso positivo da doença, a cidade de Brasileia chorava a morte de mais duas pessoas; Um homem e uma mulher.

Segundo o Boletim Parcial da Secretaria de Saúde do Estado do Acre (SESACRE), por meio da Vigilância Epidemiológica, divulgado no início da tarde de hoje, o primeiro caso de morte é da paciente F. T. A. N., de 77 anos. Ela deu entrada no dia 22 deste mês no Hospital Regional de Brasileia e veio a óbito no dia 27. Era residente de Brasileia, sem registro de comorbidade.

Já o segundo é de A. I. U. J., de  64 anos, foi internado no dia 25 e morreu na última quinta-feira 28, no Hospital Regional de Brasileia. Ele possuía como comorbidade hipertensão arterial.


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.