Marina diz que Bolsonaro chantageia o Ministro da Saúde e que ele faz ameaças a democracia

Por Wanglézio Braga

Em sua rede social, a ex-ministra Maria Silva (Rede Sustentabilidade) que é considerada uma das principais oposicionista ao atual Governo Federal, usou as redes sociais hoje (25) para disparar duras críticas ao presidente Jair Bolsonaro (SEM PARTIDO) em decorrência da mensagem em cadeia nacional proferida ontem (24).

“O Brasil amanheceu perigosamente sem comando para enfrentar o coronavírus. O presidente desautorizou publicamente as medidas adotadas no país de acordo com as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS)”, comentou Marina.

Em seguida, a ex-ministra do Meio Ambiente disse que “Para sustentar sua postura irresponsável, na ausência de balizas éticas e técnicas, o presidente, de maneira autoritária, chantageia o Ministro da Saúde e faz ameaças graves contra a democracia”.

Marina afirma que “estamos diante de um dilema ético e político que coloca a vida dos brasileiros e o funcionamento das instituições sob sérios riscos. A pergunta é se vamos continuar desinfectando o vírus do Brasil, ou se seremos infectados pelas loucuras do Presidente?”.

Na concepção da ex-senadora do Acre, “o Ministro da Saúde terá que fazer uma escolha entre rasgar seu diploma médico e se opor ao juramento do código de ética profissional, ou se render ao comando irresponsável, autoritário e doentio do presidente Jair Bolsonaro”. E concluiu que “até ontem era o comando do Ministro da Saúde que estava contribuindo de forma decisiva para conter a disseminação do coronavírus e no suporte do atendimento à população”.

 

 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.