MPAC apura causas do acidente envolvendo aeronave do governo do Estado

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) instaurou inquérito civil para apurar as causas do acidente envolvendo um veículo automotor e a aeronave Harpia 1, pertencente ao governo do Acre, ocorrido dia 18 de janeiro, em uma rotatória da BR- 364, em Rio Branco.
 
Os promotores de Justiça Patrícia Paula dos Santos e Antônio Alceste Callil Castro serão responsáveis por conduzir o procedimento. Nesta fase serão colhidos depoimentos, certidões, relatórios e documentos de órgãos de segurança e trânsito, além dos relativos à própria aeronave.  
  
Patrícia Paula ressalta que o inquérito civil terá prioridade e que deverá estar concluído dentro de 30 dias.
 
“Classificamos o ocorrido como gravíssimo, por isso, vamos dar celeridade à investigação. Entendemos que, além do dano ao patrimônio público, o acidente colocou a vida de muitas pessoas em risco. Todos os envolvidos serão ouvidos e responsabilizados”, enfatizou.
 
A promotora de Justiça deverá acompanhar a perícia que será realizada nos veículos (helicóptero e caminhão), que ainda se encontram no local do acidente, marcada para acontecer nesta quinta-feira, 23. 
 
“Esse procedimento será fundamental para entendermos as causas do acidente. Vamos acompanhar e juntá-la aos autos, assim como os demais documentos e depoimentos que vamos coletar, precisamos dar uma resposta à sociedade para algo tão grave que colocou a vida de pessoas em risco, disse a promotora.

 

MPAC