Facção demarca mais um ponto turístico no centro de Rio Branco

Da Redação

Foto: Victor Augusto

Mais um ponto turístico de Rio Branco foi demarcado por organização criminosa. O popular Cristo do Zamir instalado na entrada do Bairro Dom Giocondo recebeu, nas últimas semanas, inúmeras pichações feitas por facção que disputam o controle da venda de drogas na região do Papoco. No espaço, os criminosos alertaram os rivais que o local foi tomado: “Trem bala, passa nada CVRL”.

Quem passa pelo Cristo Zamir se sente inseguro e ameaçado com os dizeres. “A gente já vive numa cidade perigosa, e só em passar todos os dias e ver essa mensagem dá um frio na barriga, se sente ameaçado. Moro aqui na região mais só Deus sabe o pavor que tenho. Evito andar de noite porque o clima parece de favela, daquelas bem perigosas do Rio de Janeiro”, disse uma moradora que preferiu não revelar seu nome.

“É lamentável passar por um ponto como este, de turismo, que enaltece a presença do nosso senhor Jesus e encontra-lo todo pichado, sendo muro de recado de criminosos. Cadê as autoridades que não veem isso?”, questionou Roberto Nascimento.  

Não é de agora que os prédios públicos e pontos turísticos em pleno centro de Rio Branco foram demarcados por facções. No ano passado, nem mesmo pouparam os muros do Palácio da Justiça. O mesmo ocorreu com os muros da Cúria Diocesana, popularmente conhecida como “Palácio do Bispo”.