Governo destina R$ 10 milhões para ações iniciais de recuperação de rodovias acreanas

O governador Gladson Cameli liberou R$ 10 milhões para o Departamento de Estrada e Rodagens do Acre (Deracre) agilizar o conserto das máquinas que serão utilizadas na recuperação das rodovias estaduais do estado, as chamadas ACS, (AC-10, AC-40 e AC-90). O recurso vai ser utilizado ainda para aquisição do combustível das obras iniciais.

Para realizar os reparos, o órgão já começou os processos licitatórios para contratação de uma empresa privada, de manutenção das máquinas e também de venda das peças, para iniciar os trabalhos.

São cerca de 217 máquinas, com as quais serão realizados os primeiros trabalhos de recuperação das rodovias e ramais na zona rural do município de Rio Branco e também do interior do Estado.

“As obras figuram como ações prioritárias do governo acreano, já que além de melhorar a trafegabilidade e a vida das comunidades, vai resolver o problema da escoação da produção rural”, explica o diretor-geral do Deracre Ítalo Medeiros.

Para realizar os reparos dos veículos foram contratados provisoriamente, e, em caráter de urgência, cinco mecânicos, que darão celeridade aos trabalhos de consertos, já que a demora pode esbarrar nas condições climáticas, um entrave que obriga a celeridade do processo.

O diretor garantiu ainda que em até 120 dias os trâmites burocráticos serão finalizados. ” Há uma demora, porque precisamos cumprir às exigências burocráticas, já que elas são necessárias para que tudo funcione de forma ordenada e controlada. Em resumo, precisamos cumprir as leis”, ressalta.

Desde que assumiu o cargo de diretor do Deracre, líderes de várias comunidades se reuniram com Ítalo Medeiros, e ele vem se empenhando para atender as reivindicações.

“Estamos fazendo um tapa buracos emergencial na AC-40 – saída para Senador Guiomard. E também já fizemos na AC-405, que liga Cruzeiro do Sul a Mâncio Lima, posteriormente será nas outras”, destaca.

 

 

Da: Redação/Secom

Fotos: Deracre

 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.