Ministério da Saúde libera R$250 mil para diagnosticar e tratar meninas acreanas na USP

A senadora Mailza Gomes (Progressistas-AC) informou na manhã desta sexta-feira, 17, que o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, liberou R$ 250.048,00 (duzentos e cinquenta mil e quarenta e oito reais), para custear as despesas médicas das meninas do estado do Acre que tiveram reações após tomarem a vacina do HPV. Elas receberão o diagnóstico e tratamento no Hospital das Clínicas de São Paulo, na Universidade de São Paulo (USP), uma das melhores da América Latina. 

De acordo com a senadora, desde março vem dialogando com as autoridades competentes para solucionar esses casos que trazem tanta dor para as jovens e famílias. ”A partir do momento que soube desse problema, me reuni com as mães, conversei com o nosso governador Gladson Cameli, o secretário de Saúde, Alysson Bestene, fizemos reuniões com as bancadas federal, estadual e municipal. Todos estão empenhados em solucionar esse problema. Aqui em Brasília levei a situação ao Ministério da Saúde, à ministra Damares e também conversei com a primeira-dama, Michelle Bolsonaro sobre o drama dessas meninas do nosso estado. Pedi agilidade no diagnóstico e tratamento, agora, a liberação desses recursos para o Hospital das Clínicas da USP possibilitará o tratamento dessas jovens que há anos vem sofrendo com essas sequelas”, explicou Mailza. 

Nesta semana, a senadora Mailza Gomes esteve em reunião com o Secretário Nacional de Atenção à Saúde, Francisco de Assis Figueiredo. Na oportunidade pediu mais uma vez agilidade no tratamento dessas adolescentes. O secretário informou que neste primeiro momento, duas meninas já serão encaminhadas para iniciar o tratamento.

 

 

ASSESSORIA


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.