Prefeitura de Rio Branco participa do II Encontro de Mulheres da Economia Solidária

A Prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Econômico – Safra e Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos – SASDH, participou na tarde desta quarta-feira (16) do II Encontro de Mulheres da Economia Solidária, realizada na Central de Abastecimento de Rio Branco – CEASA.

O evento faz parte da programação da III Feira de Economia Solidária, promovido pela UNISOL Acre – Central de Cooperativas e Empreendimentos Solidários – e teve como objetivo promover a discussão da linha das mulheres na economia solidária e na agricultura familiar e a importância do seu protagonismo nesse processo de desenvolvimento.

De acordo com Paulo Roberto Braña – Secretário municipal de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Econômico – SAFRA, o evento também discutiu o Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE, além do Programa de Aquisição de Alimentos – PAA. “Vamos debater quais são outras políticas que o Município pode ajudar na implementação, como podemos melhorar, consolidar, revitalizar toda essa política da economia solidária em Rio Branco. Essa é a ideia”, destacou.

Importância do encontro

A Chefe do Departamento de Mulheres, da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos – SASDH, Lidiane Cabral, ressaltou a importância do encontro. “Esse encontro é de uma importância infinita, porque aqui a gente vai trabalhar não só o empoderamento das mulheres, a autonomia econômica das mulheres do campo e da cidade, como também de violência, de denúncias, vamos falar do silêncio das mulheres, que muitas vezes não têm condição de chegar à cidade para falar de suas histórias”, enfatizou.

E acrescentou: “Então, este é um momento de partilha, de encontro, mas é também um momento de reflexão para que essas mulheres que se encontram em situação de violência e que muitas vezes nem se entendem como violentadas, possam aqui dizer dos seus sentimentos e que a SASDH, no Departamento de Mulheres, possa também desenvolver um trabalho de prevenção, um trabalho de fortalecimento e, principalmente, da conscientização de que essas mulheres são sujeitas de direitos e que a gente possa colocar toda a Prefeitura de Rio Branco a serviço dessas mulheres”, salientou.

Promover o protagonismo

O coordenador da UNISOL Acre, Carlos Omar da Silva – Coordenação da UNISOL Acre e membro da UNISOL Região Norte, também destacou a importância do evento. “É importante para fazer esse debate, essa discussão da linha das mulheres na economia solidária e na agricultura familiar, promover o debate do protagonismo da mulher nesse processo de desenvolvimento. A UNISOL vem fazendo essa discussão em todo o Brasil. Isso para nós é muito importante”, afirmou.

Grande avanço

O secretário-geral da UNISOL Brasil, Arildo Mota Lopes, destacou o avanço da economia solidária no Acre, especialmente em Rio Branco. “Nós avaliamos como um grande avanço. Se você olhar do ponto de vista da geração de trabalho e renda, do protagonismo das mulheres e dos jovens e a potencialidade que tem a agricultura familiar, que produz produtos ligados à agroecologia, o avanço foi muito grande”, enfatizou Lopes.

Excelente parceiro

Lopes afirmou que o Município de Rio Branco é um excelente parceiro – “É um parceiro de primeira hora. Tanto é verdade, que sempre esteve no apoio, seja na Feira do Peixe, seja na Feira da Agric familiar, seja do ponto de vista dos encontros da economia solidária. Portanto, é um parceiro extremamente importante para fortalecer esse tema. É muito importante a participação da Prefeitura na organização dos eventos da UNISOL Brasil”, concluiu.