Prefeitura de Rio Branco participa do II Encontro de Mulheres da Economia Solidária

A Prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Econômico – Safra e Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos – SASDH, participou na tarde desta quarta-feira (16) do II Encontro de Mulheres da Economia Solidária, realizada na Central de Abastecimento de Rio Branco – CEASA.

O evento faz parte da programação da III Feira de Economia Solidária, promovido pela UNISOL Acre – Central de Cooperativas e Empreendimentos Solidários – e teve como objetivo promover a discussão da linha das mulheres na economia solidária e na agricultura familiar e a importância do seu protagonismo nesse processo de desenvolvimento.

De acordo com Paulo Roberto Braña – Secretário municipal de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Econômico – SAFRA, o evento também discutiu o Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE, além do Programa de Aquisição de Alimentos – PAA. “Vamos debater quais são outras políticas que o Município pode ajudar na implementação, como podemos melhorar, consolidar, revitalizar toda essa política da economia solidária em Rio Branco. Essa é a ideia”, destacou.

Importância do encontro

A Chefe do Departamento de Mulheres, da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos – SASDH, Lidiane Cabral, ressaltou a importância do encontro. “Esse encontro é de uma importância infinita, porque aqui a gente vai trabalhar não só o empoderamento das mulheres, a autonomia econômica das mulheres do campo e da cidade, como também de violência, de denúncias, vamos falar do silêncio das mulheres, que muitas vezes não têm condição de chegar à cidade para falar de suas histórias”, enfatizou.

E acrescentou: “Então, este é um momento de partilha, de encontro, mas é também um momento de reflexão para que essas mulheres que se encontram em situação de violência e que muitas vezes nem se entendem como violentadas, possam aqui dizer dos seus sentimentos e que a SASDH, no Departamento de Mulheres, possa também desenvolver um trabalho de prevenção, um trabalho de fortalecimento e, principalmente, da conscientização de que essas mulheres são sujeitas de direitos e que a gente possa colocar toda a Prefeitura de Rio Branco a serviço dessas mulheres”, salientou.

Promover o protagonismo

O coordenador da UNISOL Acre, Carlos Omar da Silva – Coordenação da UNISOL Acre e membro da UNISOL Região Norte, também destacou a importância do evento. “É importante para fazer esse debate, essa discussão da linha das mulheres na economia solidária e na agricultura familiar, promover o debate do protagonismo da mulher nesse processo de desenvolvimento. A UNISOL vem fazendo essa discussão em todo o Brasil. Isso para nós é muito importante”, afirmou.

Grande avanço

O secretário-geral da UNISOL Brasil, Arildo Mota Lopes, destacou o avanço da economia solidária no Acre, especialmente em Rio Branco. “Nós avaliamos como um grande avanço. Se você olhar do ponto de vista da geração de trabalho e renda, do protagonismo das mulheres e dos jovens e a potencialidade que tem a agricultura familiar, que produz produtos ligados à agroecologia, o avanço foi muito grande”, enfatizou Lopes.

Excelente parceiro

Lopes afirmou que o Município de Rio Branco é um excelente parceiro – “É um parceiro de primeira hora. Tanto é verdade, que sempre esteve no apoio, seja na Feira do Peixe, seja na Feira da Agric familiar, seja do ponto de vista dos encontros da economia solidária. Portanto, é um parceiro extremamente importante para fortalecer esse tema. É muito importante a participação da Prefeitura na organização dos eventos da UNISOL Brasil”, concluiu.


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.