O Rio Branco

Hoje é 28 de Junho de 2017

Geral

Plantio mecanizado de macaxeira garante melhor produtividade

16 de Maio de 2017 às 09:30:06

O governo do Estado tem consolidado a cadeia produtiva da mandioca, sendo este setor um dos mais importantes para economia acreana. A mecanização do plantio é a chance do Acre avançar em tecnologia de produção e ao mesmo tempo garantir qualidade de vida ao agricultor.

O estado possui uma significativa produção de macaxeira, logo, existe uma necessidade de novas técnicas de processamento, aplicação das boas práticas de fabricação (BPF) e melhoria nos sistemas de produção.

A definição mais clara sobre essa forma de produção em escala, é a organização entre as entidades rurais, produtores, iniciativa privada e governo do Estado. A Secretaria de Agricultura e Pecuária (Seap) contribui para que o trabalho de plantio mecanizado seja realizado.

O produtor Eusébio Pereira fornece macaxeira beneficiada para a rede supermercados Araújo, e detectou que na região do Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS) Pirã de Rã o solo é propício para o cultivo. Pereira arrendou um total de 30 hectares dos produtores assentados. “Nós começamos a incentivar os produtores para plantar a macaxeira há dois anos e entrar em sociedade conosco”, disse.

Demetrius da Silva tem 3,5 hectares de macaxeira. Ele é enfático e destaca: “Se fosse na enxada esse serviço iria demorar uns três meses para terminar” disse.

A padronização obtida na lavoura após o plantio feito de forma mecanizada, é um dos fatores do aumento da produtividade, além de gerar mais renda para o agricultor.

“A mecanização ajuda bastante, você trabalha com a terra mais perfeita e limpa entre os intervalos de linhas”, relatou Pereira. Esse tipo de manejo do capim que nasce entre linhas plantadas é determinante para qualidade da mandioca.

O governo do Estado investiu na agroindústria de farinha localizada no Polo de Xapuri. E estuda mais dois polos de produção, nas cidades de Capixaba e Brasileia. Em Xapuri a indústria é capaz de produzir uma tonelada de farinha por dia e envolve 15 produtores da região.

A cultura da mandioca vem se expandindo no Acre em uma grande velocidade. “Isso para nós é muito importante, são as máquinas do governo preparando o solo para o produtor que terá a venda garantida”, afirmou o gestor da Seap, José Carlos Reis.

No Acre, o clima quente e úmido é ideal para o cultivo da macaxeira. Em um hectare é possível plantar 8.500 covas, sua colheita pode ser realizada entre oito ou nove meses e seu rendimento bruto fica em torno de R$ 7 mil. Esse modo de trabalho mecanizado e padronizado proporciona ao produtor sua inserção na venda industrial.

 




Compartilhar