Etapa universitária do Festival Estudantil da Canção promove cultura, no Lago do Amor

O Lago do Amor recebeu a última etapa classificatória da 4ª edição Festival Estudantil da Canção (FEC). A etapa universitária realizada no final da tarde desta sexta-feira, 13, recebeu ao todo 38 candidatos que subiram ao palco e se apresentaram diante de uma plateia diversificada que reuniu desde crianças aos idosos; incluindo acadêmicos que prestigiavam amigos.

Mesmo no contexto de crise que atinge todo o país, a Prefeitura de Rio Branco, sob determinação da prefeita Socorro Neri segue apoiando, promovendo e realizando ações essenciais ao desenvolvimento dos jovens e da sociedade. Ao oportunizar a integração entre a juventude, o FEC se tornou mais que uma vitrine de talentos. "A música sempre foi vanguarda ao criar nos jovens um sentimento de pertencença, de união, buscar fortalecer esses vincos comunitários tão necessários para que os jovens cresçam e continuem a se desenvolver de forma saudável", ponderou a prefeita.

"Essa é uma oportunidade importante, porque muitas vezes a gente quer vivenciar experiências fora da universidade, mostrar outros talentos", contou a académica Cristiane Taveira.

Para os jovens primos Karolayne Hettewer e Leonardo Krestechmer a oportunidade foi para superar a timidez. "Eu sou muito tímida, mas gosto de cantar por isso me inscrevi", acadêmica de enfermagem da Ufac.

FEC 2019

Esta edição do Festival Estudantil da Canção mobilizou mais de 60 escolas de Ensino Médio da rede pública e particular, mais de 13 faculdades; os palcos do FEC 2019 receberam 205 candidatos. "O FEC fomenta a cultura. Esta é uma etapa única, que surpreendeu com o número de inscritos e universidades participantes, onde mobilizamos todas as universidades e faculdades seja de ensino presencial ou à distância", ressaltou a gerente do departamento de políticas para a juventude da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH), Temyllis Silva.

SUCESSO

A etapa universitária levou dezenas de pessoas a animarem a festa da cultura realizada no Lago do Amor, espaço público que passou a ser cuidado pela Prefeitura através da Secretaria Municipal de Zeladoria da Cidade.

Na plateia, entre os mais entusiasmados estavam representantes de duas familias que se uniram para torcer pelos jovens candidatos. "Eu vim de Xapuri só para torcer pelo meu neto", declarou dona Antônia da Silva, 70 anos, que estava acompanhada da Maria da Silva, avó, e do José Ribamar, pai do candidato José Neves, 22 anos, estudante de fonoaudióloga, da Uninorte. Do outro lado a dona Maria Olgarina que torcia junto aos novos amigos pela neta Mariana Assem, acadêmica de direito da mesma instituição de enensino.

Classificados

Para candidata Anita Lima que já concorreu outras vezes como estudante do ensino a experiência superou as expectativas. "Experiência maravilhosa, pois dessa vez eu não estava muito confiante, mas aí veio a grande surpresa de classificar em segundo lugar. Agora vamos com tudo pra final", contou. Para Eduardo Vasconcelos a experiência foi única. "Eu só tenho a agradecer pela oportunidade, onde pude mostrar meu trabalho e fazer o que que gosto", contou.

Esta etapa classificou cinco participantes na categoria interprete e mais cinco na categoria autoral. A grande final que ocontece no próximo 27 de setembro no Lago do Amor.

Intérprete

Abigail Sunamita

Anita Lima

José Neves

Rodrigo Pereira

Bruna Gabriela

Autoral

Witalo Antonio

Eduardo Vasconcelos

Vitória Batista

Cristiane de Souza

Pedro Thiago

 

Agência


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.