Governo vai auxiliar na reativação do Polo Moveleiro no Alto Acre

O Governo do Estado do Acre, por meio do Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac) e da Secretaria de Indústria, Ciência e Tecnologia (Seict), vai regularizar a situação das 22 empresas que fazem parte do polo moveleiro dos municípios de Brasileia e Epitaciolândia, no Vale do Alto Acre.

O licenciamento das atividades dos moveleiros era um compromisso de campanha do governador Gladson Cameli, para que possam retornar às atividades produtivas na região o mais rápido possível.

Nesta semana, foi realizada uma reunião no Polo Moveleiro de Epitaciolândia, com o secretário Anderson Abreu, com o presidente do Imac, André Hassem e com técnicos e produtores.

Na pauta principal do encontro, o fim da situação de abandono que se encontrava essa importante atividade produtiva para a região, um compromisso do novo governo Gladson Cameli.

O moveleiro Manoel Oliveira, por exemplo, lamentou a situação de abandono que se encontra hoje os polos, todos tomados pelo matagal, com iluminação precária e cheios de goteiras, problemas que, segundo ele, foram detectados já na época da inauguração.

“A reunião com os secretários e a equipe de governo nos deixou animados, pois vieram demonstrando compromisso em regularizar nossos serviços, providenciando para que possamos voltar a trabalhar dignamente”, comemorou Oliveira.

Ficou acertado que os moveleiros vão encaminhar suas documentações para as duas secretarias. O Imac vai providenciar as vitorias para fins de licenciamento nos galpões em tempo hábil, com expectativas de resolver a situação em no máximo 40 dias.

“Tornar viável e regulamentar o programa de manejo será o nosso foco enquanto governo, para assegurar que esse segmento produtivo se desenvolva e apresente resultados”, ressalta Hassem.

Junto à Seict, a ação diz respeito à regularização de documentação, para que os moveleiros saiam da condição de concessionários, passando a ser proprietários, sejam em forma de organização social, ou privada. A prioridade no governo é levar os serviços até os cidadãos, desburocratizando todo o processo.

 

Agência


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.