Servidores da UPA da Sobral fazem manifestação pública contra violência e mais segurança

Na tarde desta quinta-feira, 13, servidores da Unidade de Pronto Atendimento 24h da Sobral (UPA da Sobra), em Rio Branco, juntamente como Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado do Acre (SINTESAC),representado por seu presidente em exercício, Jean Lúnier, fizeram manifesto contra a onda de violência sofrida recentemente pelos trabalhadores e pela falta de segurança em todas as unidades de saúde.

Foi publicado recentemente nos portais de notícias locais várias ondasde violência sofrida pelos trabalhadores. "Queremos policiamento dentro das unidades, garantindo assim, a segurança do trabalhador e da comunidade que busca por atendimento. Há casos de agressões a servidores nos últimos dias. Assim, então, fica muito difícil prestar um serviço à comunidade", diz o presidente em exercício, Jean Marcos Lúnier do
Sintesac.

Para o médico da Unidade de Pronto Atendimento 24h da Sobral, Victor Milhomen, disse que: “Todos os dias os profissionais de saúde saem de suas casas para atender a população que busca o atendimento médico, mas infelizmente, hoje colocamos nossas vidas em risco, nos sentimos abandonados pela segurança pública do estado e principalmente pela SESACRE (Secretária de Saúde do Acre) por saberem da falta de segurança enfrentadas dentro das unidades e que até agora nenhuma ação foi tomada”.

 

 ASCOM/SINTESAC


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.