Contadores montam chapa de oposição e defendem mudança no CRC-Acre

Antonio Muniz

Duas chapas disputam a presidência do Conselho Regional de Contabilidade do Acre (CRC-AC). A eleição está confirmada para os dias 19 e 20 deste mês, de forma simultânea, em todos os Estado  e Distrito Federal.

O candidato de oposição ao presidente Tiago Rosella, Wellington Chaves, que lidera a capa 2: “Renovar é Avançar”, foi entrevistado no programa Boa Noite Rio Branco, nesta terça-feira, 12. Ele estava acompanhado de Katiucya Manfredini, que integra o grupo de oposição.

Wellington e  Katiuscia defendem mudanças na gestão do CRC-AC, alegando que a gestão atual não age com a devida transparência e bem luta em defesa dos direitos da categoria. Tais fatos motivaram a firmação de uma chapa de oposição ao atual modelo de gestão.

Wellignton lembrou que pelo Decreto-Lei nº 1.040/1969, o voto é secreto, obrigatório, direto e pessoal e vale para a jurisdição do CRC do registro do contador ou do técnico em contabilidade.

Katiucya Manfredini lembra que, para poder exercer esse direito pessoal e cumprir essa obrigação com a classe, os profissionais precisam estar com os seus dados cadastrais atualizados no conselho.