O Rio Branco

Hoje é 24 de Novembro de 2017

Geral

Mulher Cidadã leva atendimentos médicos e sociais para famílias do Bujari

13 de Novembro de 2017 às 09:21:21

A manhã deste sábado, 11, foi agitada para cerca de 200 famílias moradoras da Comunidade Walter Acer, área rural do município do Bujari, que receberam durante todo o dia a 27ª edição do projeto Mulher Cidadã, que reuniu na escola Cosmo Carneiro Torres dezenas de serviços médicos e sociais.

O Mulher Cidadã é uma ação do governo do Estado, executada pelo gabinete da vice-governadora, Nazareth Araújo. A ideia do projeto é ampliar o acesso aos serviços básicos de saúde, complementando as ações já desenvolvidas pelas secretarias municipais, além de incentivar o empreendedorismo local e a valorização da mulher.

Com cerca de 200 profissionais envolvidos em todas as instâncias, por meio do programa estadual Saúde Itinerante, foram oferecidos serviços médicos na área de ginecologia, clínico geral, pediatria, oftalmologia e infectologia. Além dos exames Preventivos do Câncer do Colo do Útero (PCCU), ultrassonografia e laboratoriais.

A governadora em exercício, Nazareth Araújo acompanhou a ação na comunidade e conversou com a população. Feliz com os resultados do projeto, ela fez uma avaliação da atuação do Mulher Cidadã este ano, além das expectativas para o ano que vem, quando irá chegar aos municípios isolados.

“Fica uma avaliação muito positiva de um programa que é baseado na convergência, parceria, união e presença de profissionais, fruto de uma decisão política do governador Tião Viana de relacionar todos os setores do governo. A gente fica feliz de estar junto com a comunidade e ajudar nesse protagonismo”, conta.

A felicidade do acesso

Com esta iniciativa, o Mulher Cidadã é capaz de reunir num único local, dezenas de serviços para a população rural do Acre, melhorando o acesso à saúde e cidadania, dispensando nessa população a necessidade de se deslocar para a cidade.
Com oito filhos e um neto, Maria do Carmo Silva, levou todos os mais novos para o projeto. Carregando no colo a filha de apenas 13 dias, ela aproveitou para usufruir das consultas médicas e tirar os documentos dos pequenos.

“Mandaram meus meninos, quando estavam na escola, avisarem que ia ter o evento. Vim tirar o registro das crianças, consultar eles tudinho e tirar o RG e o CPF dos maiores. É muito melhor do que a gente ter que ir na cidade sem transporte”, ressalta a senhora.

Já Maria do Socorro Felício aproveitou o evento para trazer os seis netos. Mais do que os serviços, ela destaca a união da comunidade e que o momento retrata isso. “Aproveito para me consultar, consultar os netos, meu filho também vai e vou pegar o remédio para pressão. A gente vem e aproveita tudo que tem de bom aqui, aí aproveita pra jogar conversa fora, as crianças brincarem. Tudo de bom”, relata.

Além da saúde

Com dezenas de parceiros, o Mulher Cidadã vai muito além dos serviços de saúde.

São realizadas ainda ações de prevenção voltadas à gravidez na adolescência e não planejada, diálogos sobre drogadição, serviços ambientais, empreendedorismo, rodas de conversas sobre a violência doméstica contra a mulher, com base na Lei Maria da Penha, palestras sobre as mudanças do clima e eventos extremos no estado, emissão de Carteira de Identidade – RG, CPF, entre outras.

Entre os novos parceiros do Mulher Cidadã, fazem parte hoje do projeto o Rotary Club de Rio Branco, a Associação Brasileira de Odontologia e Faculdade Fameta com palestras e distribuição de kits de higiene bucal e pessoal, recreação com pinturas e com a Campanha de Erradicação e Prevenção da Paralisia Infantil no mundo.

Além disso, há a parceria constante com Saúde Itinerante, Defensoria Pública Estadual, Ministério Público do Acre, Incra e Prefeitura do Bujari, com testes rápidos e vacinação.

Parceiro do projeto, o prefeito do Bujari, Romulado Araújo fala da importância dessa união: “Para mim é muito gratificante receber o Mulher Cidadã. Estamos nessa parceria com nossos profissionais de saúde e assistência social e nosso empenho aqui é total para que as coisas aconteçam. Um projeto desses só nos traz alegria porque muitas coisas a prefeitura não pode fazer e chegam hoje”.

 

Agência




Compartilhar