O Rio Branco

Hoje é 19 de Dezembro de 2018

Geral

Governo do Estado avança na política habitacional

11 de Outubro de 2018 às 08:23:11

Com ações que trazem dignidade às famílias que mais precisam, o governo do Acre segue avançando em sua política habitacional, com mais de 14 mil casas entregues à população que vivia em áreas de risco, somente na gestão do governador Tião Viana.

Em setembro deste ano, o governo entregou 56 novas casas a custo zero do Loteamento Andirá, em Rio Branco, que se somam às primeiras 48 unidades do conjunto habitacional, de um total de 344 residências que serão todas entregues até o Natal, num investimento de R$ 27 milhões financiado pela Caixa, por meio do programa Minha Casa, Minha Vida.

Na contramão de outros estados, cujas obras do maior programa habitacional do país, o Minha Casa, Minha Vida, estão paradas por falta de recursos e problemas burocráticos, entre outros, o Acre reafirma seu compromisso com essa política pública em prol de uma sociedade mais igualitária em oportunidades.

Maior projeto habitacional do estado

Para proporcionar conforto, segurança e dignidade às famílias que viviam em áreas de risco, o governador Tião Viana desenvolveu a Cidade do Povo, um espaço que abrange, além das casas, estrutura completa para atender crianças, jovens e adultos com quadras de esporte e lazer, Unidade de Pronto Atendimento (UPA), creches e escolas, entre outros.

São 3.348 unidades habitacionais entregues no conjunto habitacional. Atualmente, cerca de 16 mil pessoas residem no local.

Moradora da Cidade do Povo há dois anos, Maria de Fátima Albuquerque por décadas morou no bairro Preventório. Com a nova moradia, ela comemora as grandes mudanças em sua vida. “Tudo para mim hoje é felicidade. Eu morava num canto em que já estava com medo de o barranco cair e levar minha casa com tudo dentro. Mas ganhei este lar aqui, com conforto para mim e meus filhos”, disse.

Reconhecimento nacional

Durante o 63º Fórum Nacional de Habitação de Interesse Social realizado em Goiânia (GO), em 2016, a Cidade do Povo recebeu o Prêmio Nacional de Habitação com o Selo de Mérito.

O evento, realizado pela Associação Brasileira de Cohabs (ABC) e pelo Fórum Nacional de Secretários de Habitação e Desenvolvimento Urbano, teve como objetivo estimular e difundir as experiências bem sucedidas desenvolvidas pelos órgãos públicos estaduais e municipais no âmbito da habitação de interesse social.

Janaína Guedes, gestora da Secretaria de Habitação de Interesse Social (Sehab), ressalta a importância desse reconhecimento. “É gratificante termos esse reconhecimento nacional das políticas públicas de governo em habitação e por diversas vezes. Em 2016, recebemos o Prêmio Nacional de Habitação com Selo de Mérito. Em 2014, o Estado ganhou com o Programa Nacional de Habitação [PNH] Indígena, e em 2010, com o Projeto Santa Inês. Nesta edição do fórum, a Cidade do Povo venceu na categoria ‘Relevância Urbana e Social’”, destacou.

Qualificação profissional

Além da moradia, o governo também oportuniza o acesso dos moradores a cursos profissionalizantes, no processo chamado Pós-Ocupação, que dá aos participantes novas perspectivas de vida, por meio do mercado de trabalho. De Maio a Setembro deste ano, já foram mais de 700 pessoas beneficiadas.

André Vinícius é um dos participantes e se considera preparado para enfrentar os novos desafios na carreira profissional. “A oportunidade veio na hora certa. Fazer esses cursos aqui perto de casa sem ter que pegar o ônibus é bem melhor, a gente ganha mais tempo e economiza. Já fiz alguns cursos e pretendo continuar, acho isso muito bom porque a gente tem oportunidade de trabalhar com muitas coisas. Com esses cursos a pessoa fica mais preparada, com mais experiência e mais chance de garantir uma renda. É muito bom para nós”, disse.

Aury Dias do Nascimento é prova disso. Por meio do curso de pintor, ele buscou o aperfeiçoamento a fim de se tornar um profissional e garante que o curso lhe proporcionou grandes oportunidades.

“Eu sempre desejei aprender a pintar de forma profissional porque é uma área que tem muita procura, afinal, toda casa precisa de uma pintura, né? Aprendi novas técnicas e designer que antes eu não sabia como fazer, agora sei como fazer uma pintura que chama atenção das pessoas. Já estou com agenda de trabalho que vai garantir o sustento da minha família”, disse o pintor.

Resultado dos investimentos

Mesmo diante de um cenário de crise econômica em todo o país, o Acre conseguiu resultados positivos no setor habitacional. Desde o início da primeira gestão do governador Tião Viana, 13.679 unidades habitacionais foram entregues em quase oito anos de gestão, incluindo as residências urbanas, rurais e emergenciais, somadas às casas em terras indígenas.

Com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e do Minha Casa, Minha Vida, foram R$ 128 milhões investidos em obras de urbanização e construção de unidades habitacionais.

Até dezembro deste ano, mais 344 casas estão previstas para ser entregues à população, iniciando, assim, um novo ciclo na vida de centenas de famílias.

“Todo o investimento do governo do Estado na construção de moradias visa garantir qualidade de vida. Por essa razão, além das casas, são construídos diversos equipamentos no setor de educação, saúde, lazer, cultura e segurança para os moradores, buscando atender os diversos públicos”, ressaltou o gestor da Secretaria de Obras Públicas do Acre (Seop), Átila Pinheiro.

Ainda de acordo com o gestor, além do empreendimento habitacional Cidade do Povo, as políticas públicas de habitação social envolvem os residenciais Rosa Linda I, II e III, Eldorado, Novo Eldorado, Abunã, Jarbas Passarinho e Andirá, este último o próximo a receber novas famílias nos próximos dias.

 

Agência 




Compartilhar