Grevistas ocupam o Pronto Socorro e marcham por melhorias trabalhistas

Por Wanglézio Braga

A quarta-feira (11) chegou com o segundo dia de greve dos servidores da Secretaria Estadual de Saúde do Acre (SESACRE). Pela manhã, a categoria fez uma concentração na frente do novo prédio do Pronto Socorro de Rio Branco. Com cartazes nas mãos e proferindo palavras de ordem, os servidores pedem amplo diálogo com o governo do Acre após o incidente envolvendo o deputado Jenilson Leite, do PSB, e o subsecretário, Coronel Jorge Rezende.

Já dentro do saguão do Pronto Socorro, os profissionais cobravam cumprimento de promessas de campanha do Governo Gladson Cameli, além de etapa de alimentação, regulamentação dos irregulares, regulamentação do PRÓ-SAÚDE, melhorias nas condições de trabalho e reformulação do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR). 

Após as atividades no Pronto Socorro, os manifestantes seguiram pela Avenida Getúlio Vargas, passaram pelo Palácio Rio Branco e chegaram até ao prédio da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) onde buscam apoio dos deputados.

“Está agendada para esta quarta-feira (11) uma reunião de negociação envolvendo a participação das lideranças dos sindicatos dos servidores da saúde parcialmente em greve e representantes do governo do Acre, por intermédio da Casa Civil, Procuradoria Geral do Estado, Secretaria de Estado de Relações Políticas e Institucionais e Secretaria de Estado de Saúde”, diz comunicado publicado na Rede Social da SESACRE.