O Rio Branco

Hoje é 23 de Agosto de 2017

Geral

Depasa apresenta Plano de Contingência de Abastecimento para 2017

11 de Agosto de 2017 às 10:37:45

No intuito de manter em pleno funcionamento as redes de captação e distribuição de água potável para as cidades acreanas, o governo do Acre, por meio do Departamento Estadual de Pavimentação e Saneamento (Depasa) apresentou nesta quinta-feira, 10, as ações do Plano de Contingência de Abastecimento de 2017.

Um conjunto de ações integradas e demais estratégias de atuação para este período de estiagem foram relatadas em entrevista coletiva concedida pelos gestores técnicos na sede da autarquia em Rio Branco.

O menor nível do Rio Acre, na capital foi registrado em setembro de 2016, quando o manancial marcou 1,30 metro de profundidade. Neste ano, especificamente na primeira semana de agosto, o volume de água está inferior à cota de 1,63 metro.

“Os órgãos ambientais informam sobre a ausência de previsão de chuvas substanciais para os meses de agosto e setembro, fato que irá gerar dificuldades reais de captação e distribuição de água, pois atualmente já se caracteriza como segundo pior período de seca da série história”, destaca o diretor-presidente do Depasa, Edvaldo Magalhães.

A mudança na forma de captação, com a utilização de bombas em balsa flutuantes, a construção de estruturas de contenção nas Estações de Tratamento de água (ETA’s) , além do reforço no sistema de bombeamento, são algumas das medidas que serão executadas de acordo com as necessidades e com o plano de contingência.

“Uma intensa mobilização de agentes técnicos será feita nas comunidades em promoção a serviços de manutenção e campanhas educativas de combate ao desperdício água e de quitação de parcelamento de débitos”, relata Magalhães.

O monitoramento da rede de captação nas cidades do interior do estado é constante, principalmente nos municípios de Acrelândia, Porto Acre, Bujari, Feijó, Tarauacá, Cruzeiro do Sul e Jordão, onde obras estruturais nos reservatórios já estão sendo realizadas.

 “O momento é de alerta, tanto da instituição quanto de consumidor, onde conclamamos todos os moradores para fortalecer esta parceria e evitar o desperdício domiciliar, denunciando os pontos de perda de água”, disse o gestor.

Captação em Rio Branco

Na ETA I, localizada no bairro Sobral, possui 2 bombas que atuam na torre de captação e outra que está instalada em um flutuante, gerando a produção de média de 580 litros por segundo. Caso necessário, uma contenção de sacos de areia será feita para conduzir uma parte da correnteza do rio em direção à estrutura da estação.

Já na ETA II, localizada nas proximidades da terceira ponte da capital, a captação está sendo feita por cinco bombas em três balsas flutuantes que estão em pleno funcionamento e produz uma média de 950 litros por segundo. A estação conta com mais uma bomba reserva para ser acionada nos flutuantes.

Racionamento

Na seca de 2016, a pior da séria histórica, o Depasa recebeu todo o apoio do governador Tião Viana para a viabilização das estruturas necessárias que evitaram o ciclo de racionamento de água em Rio Branco.

Neste ano, a autarquia segue com a mesma norma de atuação e evitará acionar qualquer tipo de contenção de distribuição de água. Caso necessário, comunicará a comunidade sobre tais procedimentos, seguindo o planejamento de contingência. Por isso a importância da conscientização do não desperdício.

Combate ao desperdício

Qualquer denúncia contra o desperdício de água pode ser relatada pelos consumidores residentes da capital por meio do contato telefônico 0800 721 1314, pela página do FacebookDepasa Governo do Acre, no número de whatsapp 99238 0101 ou se dirigindo a Central de Serviços Públicos (OCA), localizada na região central da capital.

 

Agência




Compartilhar