O Rio Branco

Hoje é 24 de Abril de 2018

Geral

Acre é referência nacional no setor de artesanato

11 de Abril de 2018 às 08:44:10

Graças às boas políticas públicas desenvolvidas ao longo dos últimos anos com o artesanato, o Acre tem se tornado referência nacional no setor pela forma organizada como vem trabalhando suas ações. O estado foi homenageado no X Salão de Artesanato, no início desse mês, em Brasília.

Como forma de dar continuidade ao bom trabalho e de garantir a democracia e isonomia dos processos de implantação e implementação de suas políticas públicas, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Pequenos Negócios (SEPN), divulgará na próxima sexta-feira, 13, os novos membros do Conselho Acreano de Artesanato. O conselho foi criado por meio da lei 3.004/2015.

Há três anos, a SEPN assumiu o compromisso de dar continuidade a essa política estadual. Novos espaços e empreendimentos específicos foram fomentados e criados, nesse processo de valorização das raízes culturais e dos fazedores de cultura.

Marilda Rios, secretária-adjunta de Pequenos Negócios, destacou que o estado tem investido também em clínicas de design voltadas a criação e inovação de novos produtos focados em segmentos como biojoias e utilitários decorativos para casa.

Este ano, em parceria com o Sebrae/AC, a SEPN aportou um recurso para lançar um catálogo oriundo das clínicas de design. “Essa é uma política pública que visa o aprimoramento produtivo dos produtos artesanais que o Acre tem produzido. Até julho será realizada uma rodada de negócios com a presença de lojistas de todo o Brasil e alguns internacionais para comprar peças do artesanato acreano”, revelou Marilda Rios.

O artesanato do Acre esteve nos estandes das principais feiras nacionais. A participação dos produtores foi viabilizada por meio da parceria entre o governo do Estado e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Acre (Sebrae/Acre). Mais que vendas pontuais, o intercâmbio entre os artesãos do Acre e os empresários dos grandes centros do Brasil abriu as portas para o mercado nacional.

Conselho Acreano de Artesanato

As políticas públicas têm incentivado a produção e comercialização do trabalho dos artesãos. Para julho está prevista a inauguração da loja do Funcab. O espaço vai funcionar na antiga administração do Parque da Maternidade e, nele, as peças serão compradas e comercializadas. O valor arrecadado volta para o fundo que se retroalimenta para novas compras.

Para os próximos meses, também está agendado o II Congresso Estadual de Artesãos, em Cruzeiro do Sul

O coordenador estadual do Artesanato do Acre, Wanderson Lopes, frisou que com a operacionalização das atividades ligadas ao artesanato se fez necessário à atualização dos membros para que eles deliberem sobre as atividades a serem executadas no período de finalização e consolidação das atividades na gestão do governador Tião Viana.

“O setor artesanal no Acre vem sofrendo uma grande revolução. A Secretaria de Pequenos Negócios está fazendo a transformação política e social na implementação e consolidação dessa nova fase do artesanato, que é de qualificar os artesão e dar autonomia para que eles tenham espírito empreendedor”, disse Lopes.

 

 

Agência




Compartilhar