Durante protesto tenso, deputado Jenilson Leite é agredido dentro da SESACRE

Por Wanglézio Braga

Um tumulto no prédio da Secretaria de Saúde do Acre (SESACRE) ocasionou em agressão física na manhã de hoje (10). O deputado Jenilson Leite, do PCdoB, que também é médico esteve pessoalmente no movimento de greve geral deflagrado por servidores da Saúde, por lá, o parlamentar teria sido insultado pelo secretário adjunto da SESACRE, o coronel do Exército Brasileiro Jorge Rezende. Após o suposto insulto, ambos ensaiaram uma luta corporal, testemunhas afirmaram que Jorge teria empurrado o parlamentar que sofreu pequenos arranhões ao cair no chão.

Por conta da situação, um grupo conseguiu separar o militar e o deputado temendo o pior tendo em vista que o militar estava armado. A Polícia Militar (PMAC) não entrou em ação no momento. Não havia seguranças particulares ou institucionais da Aleac.

Jenilson Leite saiu do prédio chamando os servidores para a Assembleia Legislativa onde, segundo ele, a polícia legislativa faria a segurança necessária em casos extremos. Ao chegar na Aleac, o parlamentar foi acalmado por seus colegas bem como pelo próprios funcionários da SESACRE. Leite subiu à Tribuna e repudiou o fato. Ele não disse se fará um Boletim de Ocorrência (BO). As galerias da Aleac estão lotadas.

Nossa reportagem tentou contato com o Coronel Jorge Rezende e fomos informados que ele não estaria no prédio.

O QUE ELES PEDEM

Os servidores pedem cumprimento de promessas de campanha do Governo Gladson Cameli, além de etapa de alimentação, regulamentação dos irregulares, regulamentação do PRÓ-SAÚDE, melhorias nas condições de trabalho e reformulação do PCCR.