Catedral de Rio Branco presta auxílio a uma italiana que sofreu ameaça de morte em Goiás

Por Wanglézio Braga

Uma mulher de nacionalidade italiana foi acolhida pela Catedral Nossa Senhora de Nazaré em Rio Branco após sofrer ameaças na cidade em que vivia no interior de Goiás, na cidade de Alto Paraíso de Goiás. Visivelmente abatida e sofrendo de problemas psicológicos, membros da catedral trataram de fazer a colhida e posteriormente interviram no contato ao consolado da Itália no Brasil e a Polícia Federal (PF) para que procedessem com posterior tramites.  

O fato aconteceu no último final de semana. Por questões de segurança, o nome dela não foi divulgado. Segundo o reitor da Catedral, Padre Manoel da Costa, a mulher disse que foi encontrada na Rodoviária Internacional de Rio Branco no sábado (05) e pediu ajuda para sair urgentemente do país devido sofrer ameaças de morte. A ideia seria ultrapassar a fronteira pela Bolívia ou Peru, mais foi abortada quando chegou à capital acreana.

O reitor disse que o trabalho da igreja foi apenas acolher e providenciar abrigo, para que ela pudesse ser oficialmente resgatada pelas autoridades competentes. O embarque imediato para a Itália ocorreu um dia após ser encontrada na Rodoviária Internacional.

Segundo a igreja, este não é o único caso de pedido de refúgio por estrangeiros. Nos últimos anos, vem aumento o número de pessoas que cruzam as fronteiras do Brasil e pedem ajuda como hospedagem e alimentação. Recentemente houve registros de pessoas do Haiti, África e frequentemente de venezuelanos que passam por crise financeira e política nas terras de Hugo Chavez e Nicolas Maduro.