Governo garante apoio logístico ao Projeto Rondon 2019

“Operação Vale do Acre” atenderá população da maioria dos municípios acreanos

O governador do Estado do Acre, Gladson Cameli, prestigiou neste sábado, 6, a abertura oficial da “Operação Vale do Acre”, uma iniciativa coordenada pelo Projeto Rondon, que vai levar diversos atendimentos e atividades sociais a moradores de 12 municípios acreanos.

Durante sua fala, no Teatro Universitário da Ufac, Cameli deu boas-vindas e agradeceu a disposição dos 252 rondonistas, como são chamados os professores e estudantes universitários que participam do Projeto Rondon, para conhecer a realidade da população que vive na Amazônia.

“Vocês que vieram de tão longe terão a oportunidade de ver de perto a nossa gente e com certeza irão desempenhar um belo trabalho pelos municípios que passarão. Muito obrigado por aceitarem este desafio. O Brasil vive um novo momento e são ações como esta que contribuirão, cada vez mais, para a melhoria do nosso país”, pontuou o governador.

Esta é a sétima vez que o Projeto Rondon é realizado no Acre. O governo do Estado é um importante parceiro para assegurar o sucesso desta edição. Todo apoio logístico e de transporte foi garantido pelo Poder Executivo.

O coordenador-geral do Projeto Rondon, vice-almirante Luiz Octávio Barros Coutinho, agradeceu o apoio dado pelo governo estadual e afirmou aos participantes da “Operação Vale do Acre” que esta é uma oportunidade única, e que a experiência que será vivida nos próximos dias marcará a vida dos professores e acadêmicos universitários.

“É esse brilho nos olhos que vai transformar e contribuir com os municípios que serão visitados. Vocês construirão uma relação de amizade, de amor e de conhecimento”, declarou.

As ações da “Operação Vale do Acre” seguem até o próximo dia 21 de julho e abrangem as áreas de cultura, educação, saúde, direitos humanos e justiça, tecnologia e produção, meio ambiente e comunicação.

Além do desenvolvimento local sustentável e a construção e promoção da cidadania, a prioridade do programa é desenvolver ações que tragam benefícios permanentes para as comunidades, principalmente as relacionadas com a melhoria do bem-estar social e a capacitação da gestão pública.

Este ano, serão contempladas as cidades acreanas de Assis Brasil, Bujari, Brasileia, Capixaba, Epitaciolândia, Manoel Urbano, Porto Acre, Plácido de Castro, Sena Madureira, Senador Guiomard e Xapuri.

O Projeto Rondon

O Projeto Rondon, sob a coordenação do Ministério da Defesa, é conduzido por meio de parceria com o Ministério da Educação, Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, Ministério da Saúde, Ministério do Meio Ambiente,  Ministério da Integração Nacional, Ministério do Esporte e a Secretaria de Governo da Presidência da República.

Criado em 11 de julho de 1967, teve sua primeira equipe formada por 30 universitários e dois professores de universidades do antigo estado da Guanabara (atual Rio de Janeiro), que conheceram de perto a realidade amazônica no então território federal de Rondônia. A primeira missão teve a duração de 28 dias. Durante o período em que permaneceu em atividade, integrando a estrutura do governo, o Projeto envolveu mais de 350 mil universitários em todas as regiões do País.

 

 

Agência