Governador e ministro Sérgio Moro entregam 127 viaturas no próximo dia 18

Visita ao Acre ocorre no próximo dia 18 de novembro; juntamente com o secretário Nacional de Segurança, Sérgio Moro, receberá mais alta condecoração do Estado pelos relevantes serviços prestados ao povo acreano

O próximo dia 18 de novembro será um marco para a Segurança Pública do Acre. Com as presenças confirmadas do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, e do secretário Nacional de Segurança Pública, Guilherme Theophilo, o governador Gladson Cameli fará a entrega de 127 caminhonetes paras as polícias Militar e Civil e Corpo de Bombeiros na Esplanada do Palácio Rio Branco.

Esta será a maior frota deste tipo de veículo já entregue pelo governo para o fortalecimento e modernização dos órgãos que compõem a Segurança Pública nos 22 municípios do estado. Todo este grandioso investimento só foi possível graças ao incansável esforço do próprio governador Cameli em buscar melhorias para o Acre. Foi durante audiência com o ministro Sérgio Moro, em julho deste ano, que foi assegurada a destinação de R$ 15 milhões por parte do ministério da Justiça e Segurança Pública para a aquisição das viaturas.

Os veículos comprados diretamente com a montadora geraram uma economia de R$ 4 milhões aos cofres públicos e foram fabricados de acordo com as exigências estabelecidas pela Segurança Pública com os mais modernos equipamentos de tecnologia e localização, adesivagem padrão, além das celas para o transporte de detentos.

Como forma de agradecer o apoio irrestrito que vem dando ao Acre, Sérgio Moro e Guilherme Theophilo serão condecorados com a Ordem da Estrela do Acre, a mais alta honraria do Estado concedida a personalidades que, por sua atuação destacada, dignas do respeito do povo acreano, contribuíram para o desenvolvimento do Estado ou protagonizaram atuações decisivas em prol da população. A solenidade será realizada no Museu dos Autonomistas, no centro de Rio Branco.

Em Cruzeiro do Sul, Sérgio Moro e Guilherme Theophilo participam da inauguração de base do Gefron

Como parte da agenda no Acre, o ministro da Justiça e o secretário Nacional de Segurança Pública vão a Cruzeiro Sul onde participarão da solenidade de implantação oficial da base integrada do Grupamento Especial de Fronteira (Gefron) na segunda maior cidade do estado.

A criação do Gefron é mais um compromisso firmado por Gladson Cameli com a população e cumprido em menos de um ano de governo. A unidade especializada surge para ocupar uma lacuna esquecida pela União há muitos anos, que é a proteção fronteiriça. Mesmo não sendo de sua responsabilidade, o Estado assumiu esta função e vem combatendo os mais diversos ilícitos nas regiões próximas ao Peru e Bolívia, dois dos maiores países produtores de cocaína do mundo.

Ainda na cidade, as duas autoridades acompanharão a aula inaugural do curso de inteligência e enfrentamento do crime de fronteira. Para o governador Gladson Cameli, a vinda do ministro Moro e do secretário Theophilo demonstra a atenção que o governo do presidente Jair Bolsonaro vem dispensando ao Acre. O chefe do Executivo afirmou ainda que continuará firme em seu propósito de trazer os recursos e investimentos para a melhoria dos serviços públicos e desenvolvimento do estado.

“Muitos me criticam pelas viagens que faço, mas eles não reconhecem e nem divulgam o que temos conseguido para o nosso estado. Somente com o ministro Moro e o secretário Theophilo, conseguimos 127 viaturas, fardamento, equipamentos e a garantia que continuarão nos ajudando no que for possível para fortalecer as nossas polícias. Este é apenas um exemplo de muitos outros que já conseguimos de benefícios para o Acre”, disse.

Para o governador, são agendas como esta que motivam ainda mais a trabalhar em prol da população. “E tenham a certeza que terei o mesmo vigor até o último dia do meu mandato de governador. Estas 127 viaturas saíram a custo zero para o Estado e aqui quero deixar o meu profundo agradecimento ao ministro Sérgio Moro e dizer que ele tem a minha admiração pessoal pelo brilhante trabalho que tem feito para o nosso país”, concluiu o governador.

 

 

Agência


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.