Corpo de Gugu Liberato é sepultado em São Paulo

Depois de 24 horas de velório aberto ao público e a comoção de amigos e familiares, o corpo do apresentador Gugu Liberato seguiu para o cemitério Gethsêmani, no bairro do Morumbi, em um cortejo em carro aberto do Corpo de Bombeiros. Uma carreata de cerca de 300 taxistas acompanhou o trajeto, em uma última homenagem ao apresentador. João Augusto Liberato, filho mais velho de Gugu, fez o percurso no carro do Corpo de Bombeiros.

O trajeto partiu da Alesp pela Avenida Brasil e seguiu pela Avenida Rebouças, região central da cidade, passando pela Avenida Francisco Morato, na zona oeste de São Paulo, Rua Manoel Jacinto e Rua Dr. Silvio Dante Bertacci. O cortejo chegou ao cemitério por volta das 11h15, uma hora e vinte minutos depois de deixar a Alesp. No local, centenas de fãs aguardavam para dar um último adeus ao apresentador, e entoavam o canto de “ei, Gugu, já disse que te amo hoje?” enquanto o caixão seguia em direção ao jazigo.

O cortejo foi comandado por uma equipe de elite de sete profissionais do Corpo de Bombeiros, que estiveram envolvidos em grandes operações como os incêndios do edifício Andraus (1972), Joelma (1974), e mais recentemente, no desabamento do prédio no Largo do Paissandu, em 2018.

O Gethsêmani é um cemitério tradicional da capital paulista. No mesmo 29 de novembro, há exatos 10 anos, o pai de Gugu Liberato foi sepultado no mesmo local. Figuras importantes do entretenimento brasileiro, como a apresentadora Hebe Camargo e o cantor Jair Rodrigues também estão enterrados no cemitério.

Antes de partir para o cortejo, a família do apresentador teve um momento reservado para prestar suas últimas orações. Três vans foram designadas para levar os familiares e amigos mais próximos até o cemitério, onde uma área foi reservada a eles. A família, no entanto, fez questão que os fãs que desejassem pudessem ter acesso ao cemitério.

 

Veja!

 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.