Mônica Sangalo diz que irmão acusado de roubo morreu de mágoa

Mônica Sangalo se manifestou, na última segunda-feira (11), sobre a morte do irmão, Jesus. A veterana saiu em defesa do empresário que quando estava vivo foi acusado de roubo por Ivete.

“Há várias formas de morrer. Algumas suaves, outras nem tanto. Pode-se morrer de mágoa, que se disfarça em doenças de mil nomes”, escreveu a irmã da dupla nas redes sociais.

E continuou: “Por causa da tristeza a pessoa vai perdendo a vontade, vai cultivando a esperança vã de um dia, quem sabe, aquela dor passe, mas nunca passa. Há quem não aguente”.

Jesus e Ivete se desentenderam em 2011, quando ele foi demitido da equipe dela sob acusação de roubo. O caso, segundo o jornal “Extra”, chegou a ser levado pelo profissional à Justiça.

Indiretamente, Mônica criticou a irmã e a mídia. “Jesus foi acusado de ser ladrão. Que lástima. […] Nunca uma acusação foi tão vazia. Todo o seu trabalho foi passado por auditoria. Tudo foi posto em pratos limpos. Julgado e condenado pela crueldade parcial da imprensa, crucificado moralmente sem que ninguém saísse em sua defesa”, publicou.

 

 Famosidades