O Rio Branco

Hoje é 12 de Dezembro de 2017

Esportes

Tricolor convence Calleri e deve contratar o atacante por seis meses

20 de Janeiro de 2016 às 09:46:59

O São Paulo está bem próximo de anunciar a contratação do argentino Jonathan Calleri, de 22 anos, que atuou na última temporada pelo Boca Juniors. De acordo com o que apurou a Gazeta Esportiva, o jogador, que chegou a ser dado como certo no Atlético-MG, foi convencido a vir para a capital paulista depois de uma conversa com o técnico Edgardo Bauza e deve assinar contrato com o Tricolor até o final desta semana. Tanto o estafe do goleador quanto o clube confirmam o avanço nas tratativas.

Apesar de estar muito próximo de ter o atleta, o clube paulistano tem algumas dificuldades para fazer o anúncio oficial. Com a garantia de que não pagará nada pelo seu empréstimo, os são-paulinos esperam a definição de quem será o dono de seus direitos federativos. Calleri, adquirido por um grupo de empresários ao preço de R$ 48 milhões, foi registrado em um pequeno clube do Uruguai, Deportivo Maldonado, utilizado exatamente como "barriga de aluguel" de empresários.

A ideia inicial era que ele fosse cedido à Inter de Milão, mas o fato de não ter cidadania italiana e de o clube não possuir mais vagas para estrangeiros acabou adiando a negociação para a próxima janela de transferências. A expectativa é que, ao menos até lá, o avante já consiga a documentação necessária para a emissão do passaporte europeu. Dessa forma, ele teria seis meses sem poder atuar pelo novo clube, o que levantou a possibilidade de empréstimo.

O entrave surge pois, com o contrato firmado no Deportivo Maldonado, não se sabe se ele acertaria um empréstimo simples, com os uruguaios cedendo-o ao Tricolor, ou se rescindiria com o novo clube, assinaria com a Inter e, apenas depois disso, seria emprestado para a equipe do Morumbi.

"É um jogador jovem, com grande projeção. Se acontecesse de ele fechar conosco, seria sensacional”, afirmou, Bauza, na última sexta. “Não temos alguém com as características dele. Gosto de estimular a disputa interna para, no fim, escolher os melhores. Bom, se vier o Calleri, oxalá que venha, é um jogador que estamos buscando", encerrou.

 

 




Compartilhar