Rio Branco perde jogo e tabu para o Remo

POR MANOEL FAÇANHA

 

A fase do futebol acreano não é das melhores. Neste domingo (8), no estádio Mangueirão, em Belém (PA), o Rio Branco acabou perdendo uma invencibilidade de 23 anos sem derrotas para o Clube do Remo-PA, em jogo de estreia na II Copa Verde.

Empurrado por mais oito mil presentes, o Leão paraense, após um primeiro tempo sem gols contra o campeão acreano pelo jogo de ida do torneio, marcou duas vezes no tempo complementar, assim garantindo uma boa vantagem para o jogo da volta, dia 22 de fevereiro, no estádio Arena da Floresta.

Os gols da vitória remista foram marcados por Alberto de falta, e Rony, em posição de impedimento após aproveitar a sobra de bola na entrada da área.

JOGO

No primeiro tempo, o Remo apertou na busca do gol, mas o Rio Branco esteve bem postado na sua defesa e ainda contou com boas intervenções do goleiro Edvandro.

Na etapa complementar, o técnico remista Zé Teodoro fez mudanças táticas, com o volante Dadá retornando à posição de origem, assim anulando as jogadas do Estrelão.

Com a dupla remista Bismark e Eduardo Ramos comandando bem o meio-campo, as jogadas do time da casa começaram a aparecer com mais frequência e o Rio Branco passou a levar um sufoco atrás do outro.

ESPERANÇA

Após o confronto, o técnico estrelado declarou à imprensa que nada está perdido e ainda acredita na classificação à próxima fase da competição. O técnico lamentou durante a partida a lesão sofrida pelo zagueiro João Carlos. Segundo ele, isso prejudicou o sistema tático montado para o jogo de Belém.

FICHA TÉCNICA

REMO 2 X 0 RIO BRANCO

Local: estádio Mangueirão, em Belém

Renda: R$ 116.202,00; Pagantes: 6.982; Credenciados: 1.800; Total: R$ 8.782

Árbitro: Valdicleuson Silva da Costa (AP)

Assistentes: Roberto Soares Junior (AP) e Geison Mendes dos Santos (MA)

Cartões amarelos: Olliver (Rio Branco) e Levy (Remo);

REMO: Camilo; Levy, Ciro Sena, Max e Alex Ruan. Dadá, Alberto (Ilaílson), Bismark (Ratinho) e Eduardo Ramos; Rony e Caça-Rato (Rafael Paty). Técnico: Zé Teodoro.

RIO BRANCO: Edvandro; Bruno, João Carlos (Olliver), Tyrone, Paulinho Pitbull e Jeferson; Joel, Kinho e Rilber (Geovani); Willian e Evandro (Lucas Silva). Técnico: Zezito.

FOTO: MÁRIO QUADRO 

 

Jornal O Rio Branco