Corinthians foge no aeroporto, mas encara protesto no CT, e grupo conversa com jogadores

O Corinthians bem que tentou escapar da torcida no retorno a São Paulo depois da derrota para o CSA nesta quinta-feira. Depois de deixar o aeroporto sem passar pelo saguão, porém, a equipe foi recebida por protestos no CT Joaquim Grava, e um grupo de torcedores teve acesso aos atletas.

Os torcedores esperaram o ônibus do time na entrada principal do centro de treinamento, onde eram acompanhados de perto por um policiamento reforçado a pedido do clube.

No momento da passagem do veículo, os torcedores ofenderam os atletas e cobraram aos gritos de: “Bando de c..., tem que ser homem para jogar no Coringão”.

O grupo seguiu em frente ao CT, tentando permissão para entrar no local. Depois de conversa com seguranças do clube, um primeiro torcedor teve o acesso liberado. Depois, outros oito também tiveram o ingresso permitido para conversar com atletas, comissão técnica e dirigentes.

O presidente Andrés Sanchez, que concedeu entrevista coletiva na noite de quarta-feira e cobrou principalmente os jogadores pelo momento do time, não estava no local.

Mais cedo, a Gaviões da Fiel, principal torcida organizada do Corinthians, havia se manifestado através de nota oficial prometendo cobrança. “Até para a loucura, há limite”, escreveram.

O momento é de forte pressão sobre o técnico Fabio Carille, que ainda tem como trunfos contra uma eventual demissão a multa rescisória de seu contrato e o fato de ainda contar com o apoio dos principais líderes do vestiário – fato também citado por Andrés na quarta.

Sem vencer há sete partidas, a equipe alvinegra, sétima colocada do Campeonato Brasileiro, volta a campo no próximo domingo, às 16h (de Brasília), contra o líder Flamengo, no Maracanã.

 

ESPN


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.