Dobradinha mineira: Cruzeiro e Atlético-MG viram maiores devedores

A dívida dos grandes clubes do Brasil aumentou na última temporada, passando, na soma, para R$ 6,402 bilhões. E as duas equipes que mais contribuíram para o aumento foram Atlético-MG e Cruzeiro. Juntos, eles respondem por R$ 1,509 bilhão, ou 24% do total.

O time celeste é o dono da maior dívida entre as equipes nacionais. De acordo com o balanço patrimonial, a equipe terminou 2019 com R$ 763 milhões de débitos.

A equipe alvinegra não publicou o balanço da última temporada, mas, de acordo com o jornalista Rodrigo Capelo, do “GloboEsporte.com”, especializado em negócios do esporte, a dívida atleticana corresponde a R$ 746 milhões, um aumento de quase R$ 100 milhões em um ano.

A dupla mineira sofreu a maior transformação administrativa entre os grandes nos últimos dez anos. Em 2009, a soma das dívidas de Atlético-MG e Cruzeiro representava R$ 384 milhões. O time alvinegro era o quinto maior devedor do país, enquanto a equipe celeste era a 13ª.

Naquele ano, a soma do saldo devedor dos 12 maiores clubes do Brasil correspondia a R$ 2,415 bilhões, segundo estudo da consultora Crowe Horwath RSC, publicado há dez anos.

Ou seja, 16% correspondia à parte mineira.

Analisando os dez anos de evolução, a dupla Atlético-MG e Cruzeiro teve seu peso no endividamento somado dos grandes aumentado em 50% (de 16% em 2009 para 24% em 2019).

Veja abaixo, na tabela, o aumento da dívida entre os 12 maiores clubes do Brasil em dez anos.

Dívidas dos grandes de 2009 e 2019

*Não tinha dívida com Arena

HOJE CLUBE 2019 2009 EM 2009
Cruzeiro R$ 763 milhões R$ 97 milhões 13º
Atlético-MG R$ 746 milhões R$ 285 milhões
Botafogo R$ 734 milhões R$ 317 milhões
Corinthians R$ 668 milhões R$ 99 milhões* 12º
Vasco R$ 566 milhões R$ 327 milhões
Palmeiras R$ 516 milhões R$ 117 milhões
São Paulo R$ 482 milhões R$ 66 milhões 16º
Flamengo R$ 452 milhões R$ 308 milhões
Athletico-PR R$ 449 milhões R$ 1,2 milhão 25º
10º Internacional R$ 440 milhões R$ 147 milhões
11º Fluminense R$ 428 milhões R$ 329 milhões
12º Santos R$ 357 milhões R$ 181 milhões
13º Grêmio R$ 250 milhões R$ 137 milhões
 

 

 

ESPN


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.