Messi doa 1 milhão de euros a hospitais da Espanha e Argentina na luta contra o coronavírus

O craque Lionel Messi se juntou à luta contra o COVID-19 e, assim como outros jogadores, doou dinheiro para instituições que estão combatendo a pandemia com o intuito de comprar suprimentos médicos e ajudar na pesquisa para encontrar uma cura para a doença.

O camisa 10 do Barcelona fez a doação no valor de 1 milhão de euros (cerca de R$ 5,4 milhões, na cotação atual) divididos entre o hospital Clínic, em Barcelona, e mais um centro na Argentina, seu país natal.

- Leo Messi faz uma doação para combater o COVIC-19 no Clínic. Muito obrigado, Leo, por seu compromisso e apoio - postou a página do hospital no Twitter.

Ex-técnico do Barcelona e atualmente no Manchester City, o catalão Pep Guardiola também contribuiu na luta contra a pandemia e fez uma doação no mesmo valor que seu antigo jogador. A doação do comandante foi para o Colégio Oficial de Médicos de Barcelona. O Barcelona, por sua vez, colocou suas instalações à disposição do governo da Catalunha.

 

Lance!

 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.