O Rio Branco

Hoje é 22 de Maio de 2018

Esportes

Invicto na Venezuela, Corinthians quer evitar vexame contra rival que promete 'jogo da vida'

17 de Maio de 2018 às 10:02:35

O Corinthians disputa a penúltima partida da fase de grupos da Copa Libertadores contra o Deportivo Lara, na noite desta quinta-feira, às 21h30 (de Brasília), na Venezuela, dependendo de um triunfo para se garantir nas oitavas de final.

 

Mas a missão promete ser bem complicada.

Apesar de o clube jamais ter perdido na Venezuela, o Deportivo Lara tem promovido o duelo contra os paulistas como o "jogo da vida", com forte campanha nas redes sociais. E tem convocado a torcida para lotar o estádio Metropolitano.

A hashtag usada pelo Lara é #operaciónLlenazo, cuja tradução livre pode ser entendida como operação casa cheia. A cada publicação ela é reforçada com fotos dos jogadores do clube com a frase "Vamos fazer história. Estamos prontos".

A diretoria tem procurado incentivar seu torcedor também com ações práticas. Criou uma "rota para o jogo", que inclui a passagem por sete pontos importantes da cidade, como centros comerciais, até chegar ao estádio Metropolitano.

Como se fosse uma "prosissão" pelo clube rojinegra.

Além disso, não cobrou pelos ingressos do confronto com Anzoátegui pelo Campeonato Venezuelano, no último sábado, justamente para ajudar nas economias de seus fãs, incentivando que compareçam contra o Corinthians.

A campanha no torneio também é um combustível extra. O Lara tem seis pontos e está na terceira colocação. É a mesma pontuação do Independiente, da Argentina, que ocupa a segunda colocação por causa do saldo.

Foram duas vitórias (ambas em casa) e duas derrotas (ambas fora). Um triunfo deixará o Grupo 7 bem embolado. Se o Independiente derrotar o Millonarios, na Colômbia, a situação um pouco mais complicada para os corintianos.

O Corinthians tem a seu favor o retrospecto na Venezuela. Venceu três jogos e empatou um.

Os derrotados foram seleção de Caracas (duas vezes pela Pequena Copa do Mundo, em 1953, torneio que o time conquistou) e Minerven (pela extinta Copa Conmebol de 1994, competição em que foi semifinalista). O empate foi com o Deportivo Táchira na fase de grupos da campanha que terminou com o título da Libertadores de 2012.

SOBREVIVENTE

Com quase nove anos de existência, o Deportivo Lara pode ser definido como um clube sobrevivente. Nasceu das cinzas do Guaros Fútbol Club, equipe de Lara que foi criada em 2006 e faliu três anos depois por conta de uma crise financeira.

O Deportivo Lara quase teve o mesmo destino em 2010, quando encontrava-se em situação econômica bem difícil. O dono do clube era o empresário Arid García, proprietário da Tracto América. Uma série de operações nebulosas fizeram com que o clube venezuelano chegasse a acumular uma dívida equivalente a R$ 1,5 milhão.

Algumas negociações com o governo local permitiram ao clube manter-se na primeira divisão e jogar normalmente o campeonato, mas acumulando salários e outros valores com atraso. A situação foi amenizada após a intervenção do poder público da cidade de Lara e, em 2014, com um rico investidor da cidade assumindo o Lara.

Já García chegou a ser detido por lavagem de dinheiro, em operação com investigação da Polícia Federal brasileira.

FICHA TÉCNICA:
DEPORTIVO LARA X CORINTHIANS

Local: estádio Metropolitano de Lara, em Cabudare (Venezuela)
Data: 17 de maio de 2018, quinta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Andrés Cunha (Uruguai)
Assistentes: Mauricio Espinosa e Nicolás Taran (ambos do Uruguai)

DEPORTIVO LARA: Carlos Salazar; Carillo, Mendoza, Anzola e Yriarte; Sierra, Andreutti, Reyes, Ramírez e Soto; Hernández. Técnico: Leonardo González

CORINTHIANS: Cássio; Mantuan, Balbuena, Henrique e Sidcley; Gabriel e Maycon; Pedrinho, Jadson, Rodriguinho e Romero. Técnico: Fábio Carille

 

 

Espn




Compartilhar