O Rio Branco

Hoje é 19 de Junho de 2018

Esportes

Jornal dá venda de Rodrygo ao Real Madrid como fechada, e dinheiro paga metade da dívida do Santos

13 de Junho de 2018 às 10:12:32

O jornal espanhol Marca informa nesta quarta-feira que a transferência de Rodrygo ao Real Madrid foi fechada na última terça. O que falta, agora, é apenas a revisão da última minuta do contrato do atacante por parte do Santos, bem como a assinatura do documento por parte da diretoria brasileira.

 

Segundo a publicação, o valor a ser pago pelo negócio é de 45 milhões de euros (cerca de R$ 198 milhões, pelas cotações atuais), sendo que o clube praiano terá direito a 40 milhões de euros do total (R$ 176 milhões).

Apesar de ver sua última grande joia ser vendida rapidamente, com apenas 17 anos, o Santos, ao menos, pode comemorar que o dinheiro vem em boa hora.

Em uma situação financeira complicada, o time da Baixada terminou 2017 com uma dívida de R$ 360,7 milhões, segundo dados da Sport Value, empresa especializada em marketing esportivo, branding, patrocínios, avaliação de marcas e de propriedades esportivas, cuja análise foi assinada por Amir Somoggi, especialista em gestão e marketing esportivo.

Caso o Santos deseje alocar tudo o que receber do Real Madrid para o pagamento de seus dividendos, a venda de Rodrygo pagaria praticamente metade dela, fazendo com que sobrassem "apenas" R$ 184,7 milhões a serem despendidos.

Dentre os 12 grandes do futebol brasileiro, o clube que finalizou o último ano com o menor déficit foi o São Paulo, com R$ 295,4 milhões, de acordo com Somoggi.

Na última terça-feira, o empresário de Rodrygo, Nick Arcuri, disse que o Santos aceitou a proposta merengue de 40 milhões de euros pelos 80% dos direitos econômicos pertencentes ao clube.

Nick afirmou, em entrevista ao Esporte Interativo, que a notícia do abandono de concentração de Rodrygo confirmada pelos alvinegros o pegou de surpresa. E que o combinado era assinar o contrato na tarde desta terça-feira, anunciar o negócio e encontrar a delegação no Rio de Janeiro para enfrentar o Fluminense nesta quarta, às 19h (de Brasília), no Maracanã.

“A programação incluía negociação direta com o presidente. É uma surpresa isso. Hoje ficou acordado a venda do Rodrygo para o Real Madrid, Rodrygo está em casa aguardando a documentação para assinar e viajar para jogar amanhã. Ele está pronto e quer jogar”, disse o agente, antes de fazer uma retrospectiva dos fatos recentes.

“Tínhamos oferta do Liverpool e estipulamos multa de 50 milhões de euros. Preocupação era continuar no Santos para terminar a formação. Tudo aconteceu precocemente com ele. Surgiu no profissional e virou titular. Faço um elogio ao presidente, desde a primeira reunião quando o PSG esteve no Brasil há dois meses e meio e fez proposta oficial. Falou que queria proteger o Santos no valor de 40 milhões de euros. PSG, depois de duas ou três reuniões, não chegou no valor. Barcelona também fez proposta. E pai e família se posicionaram do lado do Santos. Quinze dias atrás, o Real Madrid veio atrás de mim, expliquei, se reuniram com o presidente e fizeram proposta chegando ao valor que o Santos sempre quis, de 40 milhões. Santos está protegido pelos 40 milhões do Santos. Clube está protegido. Presidente chegou no número que acreditou. Agora, falando do caso de hoje, semana passada teve troca de minutas, atleta fez exames médicos com um espanhol aprovado pelo Santos. E hoje, o combinado era ele assinar contrato depois do treino, almoçar e fazer a apresentação. Ia para o Rio de Janeiro para a concentração depois. Para mim, está tudo combinado. A notícia de fuga no CT é surpresa. Rodrygo está em casa esperando para assinar e jogar amanhã”, declarou.

Nick ainda assegurou que o acordo entre Santos e Real Madrid prevê mais um ano na Vila Belmiro. A joia só poderia deixar o Brasil em janeiro, quando atinge a maioridade.

“Acordo é até junho de 2019, chegando no início da temporada, no verão, para competir de igual para igual. Acordo era ele ficar até 30 de junho de 2019”, disse.

As informações dadas por Nick Arcuri divergem com a nota oficial emitida pelo Santos. O atacante não enfrentará o Fluminense nesta quarta-feira. O ataque deve ser composto por Gabigol e Bruno Henrique, com quatro no meio-campo: Renato (Alison), Diego Pituca, Léo Cittadini e Jean Mota.

“O Santos F.C. esclarece que a saída do atacante Rodrygo da delegação que enfrentará o Fluminense nessa 4a feira não ocorreu por desejo do clube. O Santos entende que as já públicas negociações para sua venda ao futebol europeu permanecem. O Clube não cederá à pressões desproporcionais e, reitera, acredita na continuidade das negociações em andamento para que seu percentual de 80% seja respeitado”, diz a nota do Santos.

 

 

Espn




Compartilhar