Jornal italiano já dá como certa venda de Gabigol por R$ 105 milhões, mas falta 'ok' do jogador

A “Gazzetta dello Sport”, principal jornal esportivo da Itália, também já dá como certa a venda de Gabigol ao Flamengo, como havia adiantado o vice-presidente de futebol rubro-negro, Marcos Braz. Assim como o dirigente, a publicação afirma que só falta o “ok” do jogador para o negócio.

Gabigol, aliás, recebeu grande destaque na publicação nesta terça. Ganhou matéria de uma página inteira na versão impressa do jornal, por seu feito de ter igualado Zico como maior artilheiro do Flamengo em uma edição do Campeonato Brasileiro, com 21 gols.

É no site, porém, que a Gazzetta “crava” a venda, em um vídeo que enumera jogadores emprestados que podem render dinheiro à Internazionale – além de Gabigol, Mauro Icardi (PSG), Ivan Perisic (Bayern de Munique ), João Mario (Lokomotiv Moscou) e Radja Nainggolan (Cagliari).

Ao falar de Gabigol, a publicação diz que o atacante “já está vendido” ao Flamengo por uma cifra entre 22 e 23 milhões de euros (R$ 100 milhões ou R$ 105 milhões, respectivamente, na cotação atual). “Falta só o ok do jogador”, ressalta, porém, o jornalista italiano.

O dinheiro de Gabigol, junto com possíveis vendas de Icardi, Perisic, João Mario e Naingollan para suas atuais equipes, poderiam fazer a Inter arrecadar 150 milhões de euros (R$ 687 milhões).

No início do mês, Marcos Braz falou sobre as negociações com a Inter, que, segundo ele, estavam bem encaminhadas. Ele cobrou, então, uma resposta de Gabigol, que não se pronunciou.

“As negociações andaram bem. O Flamengo tem o maior interesse do mundo que ele continue em 2020. O presidente, a diretoria... Todos aqui. Agora, ele que tem que decidir a vida dele. Se ele quer estar aqui em 2020. Com a Inter está tudo muito bem encaminhado, tudo equacionado. Agora a decisão é dele”, disse.

 

 

ESPN