Cruzeiro acerta contratação do técnico Rogério Ceni até dezembro de 2020

Cruzeiro acertou, na manhã deste domingo, a contratação do técnico Rogério Ceni, que estava no Fortaleza. O compromisso com o clube mineiro será válido até dezembro de 2020. Ceni substituirá Mano Menezes, que deixou o cargo na última quarta-feira, após a derrota para o Internacional, por 1 a 0, pela Copa do Brasil. O novo comandante da Raposa chegará a Belo Horizonte nesta segunda, em horário ainda não definido.

O Fortaleza se prepara para enfrentar o CSA, nesta segunda-feira, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. Após o último treino do Leão da Pici nesta manhã, Ceni se despediu dos jogadores. A informação foi adiantada pela Rádio Itatiaia e confirmada pelo Superesportes com a assessoria de comunicação do clube cearense. O técnico sequer comandará o time em Alagoas. A missão ficará com o técnico do sub-20, Marconne Montenegro.

Após a despedida de Ceni, o Fortaleza publicou um agradecimento ao treinador nas redes sociais. O clube ainda informou que será ressarcido por meio de multa contratual.

A diretoria do Cruzeiro havia feito um primeiro contato com Dorival Júnior, que está sem clube, na quinta. No dia seguinte, Ceni entrou no radar do clube celeste, mas a negociação era considerada 'difícil' pela cúpula da Raposa, segundo o diretor de comunicação do clube, Valdir Barbosa, ao Superesportes. Mesmo assim, as conversas se intensificaram no fim de semana. O jornalista Jorge Nicola, em seu blog no Yahoo, na noite desse sábado, já havia dado o acerto como certo.

No fim de abril, Rogério Ceni recusou proposta do Atlético para suceder Levir Culpi, demitido pela diretoria no dia 11 daquele mês. Na ocasião, ele acabara de conquistar o Campeonato Cearense e estava em vias de confirmar o título da Copa do Nordeste.

No Cruzeiro, Rogério Ceni terá a missão de evitar o rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro e de classificar o time à final da Copa do Brasil. No jogo de ida da semifinal, contra o Internacional, no Mineirão, a Raposa perdeu por 1 a 0. O duelo de volta será em 4 de setembro, no Beira-Rio, em Porto Alegre. Para ir à decisão, os mineiros precisam de uma vitória por dois gols de diferença no tempo normal. Triunfo por um gol de vantagem leva a decisão para os pênaltis.

Desembarcam em Belo Horizonte com Rogério Ceni os auxiliares Charles Alexandre Patrice Francis Hembert e Nelson Simões Júnior, além do preparador físico Danilo Augusto da Silva.

Contratado pelo Fortaleza em 10 de novembro de 2017, Ceni conquistou a Série B, em 2018, o Campeonato Cearense e a Copa do Nordeste, em 2019. Após a saída de Mano Menezes do Cruzeiro, passou a ser o segundo técnico mais longevo da Série A, com 636 dias de trabalho, perdendo apenas para Renato Portaluppi, do Grêmio, com 1053 dias.

Na Série B, o Fortaleza somou 71 pontos (21 vitórias, oito empates e nove derrotas) e faturou o título com nove de vantagem sobre o vice-campeão, CSA.

No geral, Ceni acumulou 94 partidas à frente do Leão do Pici. São 51 vitórias, 18 empates e 25 derrotas, com 60,64% de aproveitamento.

Rogério também treinou o São Paulo, em 2017, com 14 vitórias, 13 empates e dez reveses em 37 jogos. Os números foram aquém da trajetória como goleiro, de 1990 a 2015. Exímio cobrador de faltas e pênaltis, ele marcou 131 gols em 1237 presenças.

 

 

Correio Braziliense