Diretor do Liverpool cita 'mudança' após venda de Coutinho e esfria

Uma possível volta de Philippe Coutinho a Anfield parece não estar nos planos do Liverpool. Pelo menos é o que indica as palavras do diretor executivo do clube, Peter Moore.

O dirigente falou sobre o assunto no último sábado (9) durante encontro com o grupo oficial de torcedores do Liverpool na Cidade do Cabo, na África do Sul, e se mostrou pouco entusiasmado com a possibilidade de recontratar o brasileiro. Para ele, o time mudou bastante desde a sua saída.

"Quando Coutinho saiu houve uma mudança, não só na estrutura do time, mas também na forma que jogamos futebol", disse Moore. "Houve uma mudança completa e nós quase não perdemos na sequência da temporada."

Além disso, Peter Moore recordou que a sáida de Coutinho possibilitou a contratação de reforços importantes para o elenco.

"Sem desrespeitá-lo, mas ele (Coutinho) tinha uma maneira diferente de jogar... o dinheiro que recebemos do Barcelona nos ajudou a contratar o Alisson", destacou.

Coutinho vestiu a camisa do Liverpool por cinco temporadas, entre 2013 e 2018, e marcou 54 gols em 201 jogos. Ele se transferiu para o Barcelona e se tornou a compra mais cara da história do clube catalão (160 milhões de euros), mas não conseguiu repetir o bom desempenho durante um ano e meio na Espanha.

Nesta temporada, o Barça emprestou o brasileiro ao Bayern de Munique, que já avisou que não tem a intenção de exercer a opção de compra ao término do vínculo. Com isso, o clube catalão busca alternativas para o jogador e um retorno à Inglaterra ganhou força nos últimos dias.

 

ESPN