O Rio Branco

Hoje é 23 de Fevereiro de 2016

Esportes

Minotauro não crê em aposentadoria de Ronda: "Tem muito a mostrar ainda"

10 de Janeiro de 2017 às 10:55:20

A perda do cinturão em 2015 e a derrota em 48 segundos para Amanda Nunes, no UFC 207, realizado em dezembro do ano passado, colocam um ponto de interrogação no futuro de Ronda Rousey - e o assunto divide opiniões. De um lado estão os que incentivam a aposentadoria da americana, dona de uma história de sucesso na companhia e resolvida financeiramente. Do lado oposto se posicionam aqueles que acreditam - e desejam - a volta da ex-campeã ao cage.

Embaixador do UFC e ex-campeão da organização, Rodrigo Minotauro engrossa a corrente dos que querem ver a atleta, de 29 anos, no octógono outra vez. Em entrevista exclusiva ao Combate.com, o brasileiro defende que ela ainda possui lenha para queimar.

- Eu torço por ela e acredito que não irá parar. Ela é jovem, tem muito o que mostrar ainda. Foram dois grandes tropeços, mas a Ronda é um fenômeno do esporte. Ela parou um pouco de treinar, deu muita atenção aos filmes, mas é uma grande lutadora. Torço para que ela dê a volta por cima. A Miesha já teve derrotas consecutivas, voltou e foi campeã. Não torço para a Ronda ser campeã, porque prefiro que seja uma brasileira (risos). Ela leva a derrota muito a sério, não pode ser tão tenso assim, tem que ser mais relaxada. Ela volta com certeza. É uma esportista olímpica, atrai a mídia para o esporte. Eu gosto de ver uma pessoas de quimono no esporte. É uma artista marcial. A Ronda fala bem, tem presença e sabe falar com os fãs. 

Minotauro endossa as palavras de Miesha Tate - a americana declarou que Amanda tem as mãos mais pesadas da divisão - e elogia o boxe da baiana. O ex-lutador afirma que o castigo que a baiana impôs a "Cupcake" no UFC 200, quando faturou o cinturão, prova a potência dos golpes da representante da ATT.
- Eu esperava que a luta fosse durar um pouco mais, mas as duas vão para o pau, são explosivas. Elas vão para dentro, são orgulhosas. O jeito que a Amanda bateu foi bonito. Com certeza ela é quem tem mais "punch" na categoria, que o diga a Miesha Tate. Eu encontrei a Miesha na Austrália e o nariz dela estava enorme (risos). A Amanda está diferente das outras garotas, tem o boxe afiado, está com força. Ela treinou muito judô com o pessoal da Bahia, tem uma bagagem no esporte.

Combate

 




Compartilhar