Brasil não dá chance para a Argentina na Copa do Mundo de vôlei

Com uma atuação de gala e muito regular em todos os fundamentos, a Seleção Brasileira Masculina de vôlei derrotou a Argentina por 3 sets a 0 - parciais de 25-19, 25-19, 26-24 -, na madrugada desta quarta-feira, na cidade de Hiroshima, pela sexta rodada da Copa do  Mundo do Japão.

Os rivais sul-americanos não disputam a competição com sua força máxima. O técnico Marcelo Mendez levou apenas quatro jogadores que estavam na campanha da conquista da vaga para Tóquio-2020 no Pré-Olímpico de agosto.

A bela atuação dá confiança para o time verde-amarelo enfrentar o primeiro dos dois grandes desafios no torneio: os Estados Unidos, nesta quinta-feira, às 6h (de Brasília), com transmissão pelo SporTV 2. Outro confronto esperado é contra a Polônia, domingo às 3h (de Brasília), pela nona rodada.

Os norte-americanos eliminaram o Brasil nas semifinais da Liga das Nações deste ano, e estão com o time completo. Os poloneses, que também disputam a Copa do Mundo com sua forma máxima, foram os algozes da Seleção Brasileira na final dos dois últimos Mundiais (2014 e 2018). Além disso, há o esperado encontro entre os cubanos Leal, naturalizado brasileiro, e Leon, naturalizado polonês.

Com o resultado desta quarta-feira, o Brasil manteve a liderança e a invencibilidade na Copa do Mundo, agora com 18 pontos e seis vitórias em seis jogos.

O técnico Renan Dal Zotto iniciou o jogo com uma novidade: o central Flávio no lugar de Maurício Souza, optando por um jogador mais veloz para acompanhar o rápido jogo dos rivais sul-americanos. O time titular foi: Bruninho, Alan, Lucão, Flávio, Leal, Lucarelli e Thales (líbero). Entraram: Maurício Borges, Cachopa, Felipe Roque e Isac.

Alan foi o maior pontuador do jogo, com 15 acertos (12 de ataque, 1 de bloqueio e 2 de saque). Leal marcou 14 vezes, Lucarelli 10, Lucão 9, Flávio 8. Os destaques da Argentina foram o oposto Bruno Lima, com 14 pontos e o ponteiro Ezequiel Palacios, com 13.

 

Lance


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.