Enem 2019: Gabaritos serão divulgados no dia 13 de novembro

Os gabaritos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) serão divulgado no dia 13 de novembro, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Texeira (Inep). Os participantes poderão acessar os gabaritos pelo portal do Inep ou pelo aplicativo do Enem. Os candidatos deverão ficar atentos para conferir o gabarito relativo à cor de prova que fez em cada domingo de aplicação.

Vale ressaltar que, mesmo com o gabarito em mãos, não será possível saber a nota final do exame. Os resultados individuais do Enem 2019 serão divulgados na Página do Participanteou no aplicativo do Enem, a partir de consulta com CPF e senha, em janeiro de 2020. 

Neste domingo, 3, os candidatos fizeram a redação e 90 questões de Linguagens e Ciências Humanas. O tema da dissertação foi a "Democratização do acesso ao cinema no Brasil", que osprofessores de cursinho ouvidos pelo 'Estado' consideraram "neutro". O tema da redação foi divulgado pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, nas redes sociais poucos minutos após o início da prova.

Minutos após o início do Enem 2019 já circulava nas redes sociais a imagem da página com a proposta da redação. O Inep confirmou que a imagem é real, mas diz que o vazamento não prejudicou o andamento do exame.

Análises feitas até o momento, de acordo com o ministro, indicam que o vazamento teria sido provocado por um aplicador de provas que, notando a ausência de três candidatos, teria aberto os cadernos e fotografado. Apesar do vazamento, o ministro classificou o primeiro dia da aplicação de prova como “tranquila”.

As questões do primeiro dia de prova abordaram temas como violência contra a mulher, racismo e discurso de ódio nas redes sociais, mas passou longe de temas sensíveis a Bolsonaro. Nenhuma das 90 questões trouxe, por exemplo, a temática LGBT, que foi criticada pelo presidente Jair Bolsonaro na edição passada.

O primeiro dia de prova do Enem apresentou uma das mais baixas abstenções da história, de acordo com a informação do ministro da Educação, Abraham Weintraub. Dos 5,095 milhões de inscritos, 3,92 milhões compareceram à prova. A abstenção ficou em 23,7%. A expectativa, no entanto, é que o número aumente no próximo domingo, quando será realizada a segunda etapa da prova. 

 

COM INFORMAÇÕES DA AGÊNCIA BRASIL