Repasse gordo

Governo do Acre já recebeu mais de meio bilhão de FPE este ano

 

Antonio Muniz

 

Apesar de parte da equipe do governo estadual alardear crise financeira, somente por meio do Fundo de Participação dos Estados (FPE), o Acre recebeu mais de R$ 544 milhões, precisamente R$ 544 milhões. Nesta segunda-feira, mais R$ 119 milhões serão depositados no tesouro acreano.

Segundo dados da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), o governo do Acre deverá receber, nesta segunda-feira, 11, mais de R$ 119 milhões, referentes à primeira parcela do Fundo de Participação dos  Estados (FPE). A primeira parcela de março de 2018 foi de R$ 97 milhões. Ou seja, houve acrescimento de R$ 22 milhões em relação ao mês período do ano passado.

 

O valor global do FPE de março de 2018 foi de R$ 186 milhões. Com base no comportamento do crescimento da economia do País, os economistas afirmam que esse valor será facilmente superado em março. Tal fato tem uma explicação lógica: a economia do Brasil cresceu apenas 1.8 em 2018. Para 2019, a previsão é de crescimento de  2,5%.

 

Em janeiro e fevereiro de 2018, o governo do Acre recebeu de FPE, pouco mais de R$ 491 milhões. No mesmo período de 2019, o governo já recebeu mais de R$ 544 milhões. Ou seja, o saldo positivo este ano, em relação ao mesmo período de 2018, é superior a R$ 53 milhões. Com esses repasses robustos, o governador Gladson Cameli, que ainda está iniciando sua gestão, terá tudo para alavancar o desenvolvimento do estado.

 

HISTÓRICO

Criado com o objetivo de gerar igualdade sócio-econômica entre os estados do Brasil, o Fundo de Participação dos Estados (FPE) é um instrumento pelo qual os estados recebem uma parcela de recursos arrecadados pelo governo federal. O formato atual do FPE distribui mais recursos aos estados mais pobres da federação, tendo por objetivo reduzir as desigualdades sócio-econômicas.