Brasileira bilionária doa R$ 88 milhões para Catedral de Notre-Dame

Fundo de doações para monumento ultrapassa saldo de R$ 2,6 bilhões. Internautas relembram Museu Nacional, que recebeu apenas R$ 1,1 milhão em doações

incêndio que atingiu a Catedral de Notre-Dame, em Paris, na França, gerou comoção não só entre os franceses. Após arrecadar o equivalente a quase R$ 2 bilhões de reais em menos de 24 horas, o caixa de doações continua crescendo.

Nesta quarta-feira, 17, a brasileira Lily Watkins Cohen Monteverde Bendahan Safra doou R$ 88 milhões ao fundo, que segundo o presidente da França, Emmanuel Macron, será usado para reconstruir o monumento em até cinco anos.

Grupos milionários como Apple, Kering, LVMH, Louis Vuiton e Dior estão entre doadores. Na estimativa de Macron seria necessário cerca de U$ 850 milhões, o que já foi superado. Até a manhã desta quarta-feira o fundo ultrapassava os U$ 900 milhões, o equivalente a mais de R$ 2,6 bilhões.

As doações dividiram opiniões nas redes sociais. Diversos internautas criticam o comparativo com a mobilização após o incêndio do Museu Nacional, que pegou fogo no ano passado. Entre as críticas está o levantamento das doações para a reconstrução do museu, que não ultrapassou os R$ 1,1 milhão.

 

Jornal Opção

 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.