Mãe de atirador de 17 anos diz que filho sofria bullying

A mãe do jovem Guilherme Taucci de Monteiro, de 17 anos, um dos assassinos no ataque a uma escola de Suzano, na Grande São Paulo, contou em entrevista exclusiva à Band que o filho parou de estudar porque sofria bullying.

Visivelmente constrangida, a mãe de Guilherme afirmou que apesar disso não entende a postura do filho. “Não sei, também estou querendo saber. Ele era um ótimo filho.”

Segundo a reportagem do programa ‘Brasil Urgente’, da Band, a mãe de Guilherme é usuária de drogas. O jovem foi criado pelos avós e, há cerca de um mês, a avó dele faleceu.

Questionada se o videogame poderia ter motivado o ataque do filho, ela afirmou que não. “Ele jogava no computador. Isso é coisa de criança, gente. Ele era uma criança.”

 

IstoÉ