O Rio Branco

Hoje é 25 de Junho de 2017

Brasil

Avião com Aécio Neves faz pouso de emergência em São Paulo

10 de Fevereiro de 2017 às 08:39:18

Táxi aéreo alugado pelo partido do PSDB para transportar o senador Aécio Neves, de Brasília para São Paulo, teve de fazer uma aterrissagem de emergência, na noite de ontem (9), depois de apresentar uma pane no trem de pouso. A aeronave, em velocidade reduzida, ultrapassou o limite da pista. Ninguém ficou ferido.

Segundo a empresa que administra o Aeroporto Internacional de Guarulhos, a Gru Airport , o avião chegou no terminal entre as 22h e 22h30 com a solicitação do piloto de prioridade para descer à pista. Além do senador, estavam dois tripulantes e todos desembarcaram sem problemas, e não houve modificação na rotina do terminal.

A empresa de táxi aéreo Líder Aviação, emitiu nota em que afirma que houve indicação de pane, mas sem detalhar o defeito.

Eis a íntegra da nota:

"A empresa informa que, na última quinta-feira, 09, uma aeronave da frota, proveniente de Brasília, com destino a São Paulo, teve uma indicação de pane no trem de pouso. Seguindo todos os protocolos de segurança previstos para esta ocorrência, a tripulação decidiu aterrissar no Aeroporto Internacional de Guarulhos. Após o pouso, a aeronave, já em velocidade reduzida, ultrapassou o limite da pista. Na aeronave, estavam dois tripulantes e um passageiro. Nenhum deles se feriu. As causas do incidente estão sendo apuradas".

Senador Aécio Neves

Em seu Twinter, o senador Aécio Neves confirmou que ele e os pilotos estavam bem e que sua viagem para São Paulo foi agendada para um encontro com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. O tucano revelou que antes da viagem esteve com o ex-ministro Alexandre Moraes, que, na ocasião, informou ter encaminhado pedido de desfiliação do PSDB.

Como determina a Constituição, Moraes tem de formular esta desvinculação parlamentar para assumir o posto de ministro do Supremo Tribunal Federal indicado pelo presidente Michel Temer, para substituir o ministro Teori Zavascki, morto em acidente aéreo em Paraty (RJ) no último dia 19 de janeiro. Essa indicação e também o afastamento dele do cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública, já estão publicados no Diário Oficial da União.

Terra




Compartilhar