Polícia Civil e Ouvidoria vão investigar mortes em Paraisópolis

Polícia Civil e a Ouvidoria das Polícias do Estado de São Paulo informaram que vão apurar as circunstâncias da ação da Polícia Militar durante um baile funk na comunidade de Paraisópolis na madrugada de domingo (1°/12). Nove pessoas morreram pisoteadas. O ouvidor das polícias, Benedito Mariano, disse à reportagem que entrou em contato com a Corregedor da PM e pediu que a apuração seja conduzida por esse órgão.

Em uma rede social, o governador João Doria (PSDB) lamentou o ocorrido e falou que o caso será investigado: "Lamento profundamente as mortes ocorridas no baile funk em Paraisópolis nesta noite. Determinei ao Secretário de Segurança Pública, General Campos, apuração rigorosa dos fatos para esclarecer quais foram as circunstâncias e responsabilidades deste triste episódio", disse ele no Twitter.

 

 

Correiobraziliense