Cúpula da Segurança Pública amplia diálogo com moradores do Jordão

Os secretários de Segurança Pública e da Polícia Civil e o comandante-geral da Polícia Militar estão no Jordão. Os gestores visitaram a prefeitura, e em seguida participaram de uma audiência pública na Câmara Municipal para ouvir a população e apresentar as novidades na área de segurança para a cidade.

Os moradores do Jordão falaram sobre a necessidade de um reforço no efetivo policial, aumento na quantidade de viaturas e a presença mais frequente do delegado de Polícia Civil responsável pelo município.

“Chegou hoje uma caminhonete para a PM, adquirida via Enafron. O delegado-coordenador da regional vai visitar a cidade com mais frequência e vamos disponibilizar mais cinco policiais civis, a partir da convocação do cadastro de reserva dos aprovados no último concurso. Queremos concluir a academia e nomeá-los até janeiro. Tudo o que estiver dentro da nossa capacidade, vamos executar”, disse o secretário de Segurança Pública, Emylson Farias.

Durante a audiência, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Júlio César dos Santos, se comprometeu encontrar uma forma para disponibilizar o curso do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) nas escolas do Jordão.

“É positivo, porque escutar a comunidade, tentar resolver situações que foram apresentadas, e até o ato de vir aqui, mostram a atenção com o nosso povo”, disse Neuzimar Lima, professora e gestora da escola de ensino médio.

A prefeitura também se colocou à disposição para custear o transporte das equipes de polícia responsáveis pelo município, que vão visitar a cidade com mais frequência. “Essa visita representa o carinho e a atenção do governo do Estado com o nosso município. Toda a cúpula da Segurança Pública aqui presente, dando respostas e disposta a ouvir a população jordanense”, afirmou o prefeito de Jordão, Elson Farias.

Agência de Notícias do Acre


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.